Denúncia contra padre Robson é arquivada

JULGAMENTO

Denúncia contra padre Robson é arquivada


Padre Robson era o reitor da Basílica de Trindade, em Goiás
Padre Robson era o reitor da Basílica de Trindade, em Goiás - Divulgação

Em julgamento realizado na terça-feira, 6, a 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Goiás arquivou as denúncias contra o padre Robson de Oliveira Pereira, que era acusado por lavagem de dinheiro, apropriação indébita, organização criminosa, falsificação de documentos e sonegação fiscal. Segundo a denúncia do Ministério Público de Goiás, o religioso, que era presidente da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe), responsável pelo Santuário Basílica de Trindade, teria desviado cerca de R$ 120 milhões de doações de fiéis.

O desembargador Nicomedes Domingos Borges, afirmou que as sociedades civis, assim como as sociedades religiosas, são pessoas jurídicas de direito privado e que, portanto, "não há que se falar em qualquer fato típico a ser investigado, pois seus membros anuem e concordam com todos os atos negociais praticados em especial ante a absoluta concordância com as destinações dos recursos conforme previsão estatutária, não existe desvio de valores ou desvio de sua finalidade estatutária, não havendo que se falar em qualquer irregularidade cometida no âmbito da entidade, especialmente pelo paciente na condição de seu administrador/presidente".