Frigoríficos de Rio Preto e de Barretos adotaram medidas para enfrentar a pandemia, manter a produção e evitar a contaminação de funcionários pelo coronavírus.

O frigorífico Minerva Foods, de Barretos, distribuiu máscaras e luvas para todos funcionários, implantou maior higienização dos postos de trabalho e disponibilizou recipientes de álcool em gel em todos os setores.

A mesma precaução foi adotada no Frig West Frigorífico, de Rio Preto, onde também foram adotadas medidas de segurança, inclusive com medição de temperatura corporal dos funcionários para evitar a entrada de trabalhadores infectados.

Como parte das medidas de segurança, os frigoríficos não recebem mais representantes de compradores de carne dentro do frigorífico, para evitar que uma pessoa, mesmo sem sintomas, possa contaminar funcionários e paralisar a produção.

Por meio de nota, a Coordenadoria de Defesa Agropecuária, responsável pela fiscalização dos frigoríficos no estado de São Paulo, informou que realiza fiscalização e auditoria para monitorar os protocolos sanitários e garantir a produção correta da carne. "Importante destacar que a fiscalização tem seguido todas as determinações do Ministério da Saúde para a prevenção à Covid-19, com higienização constante dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI), normalmente utilizados nas visitas a áreas de produção".