VEÍCULOS

Como economizar água ao lavar o carro

Lavagem a seco é uma opção para lavar o carro em casa e ainda colaborar com o meio ambiente


    • máx min
Borrifador e pano de microfibra são necessários para fazer a lavagem a seco
Borrifador e pano de microfibra são necessários para fazer a lavagem a seco - Freepik/Banco de Imagens

A sustentabilidade está em evidência, inclusive no que diz respeito a automóveis. São várias iniciativas para reduzir os impactos ao meio ambiente, como sistema start/stop, que busca diminuir a emissão de gases tóxicos, e os carros elétricos, que visam consumir menos combustível. Mas, você sabia que até na hora da lavagem é possível colaborar com o meio ambiente? A meta da lavagem a seco economiza água e é uma opção para manter o carro limpo, principalmente em tempos de pandemia.

Apesar do nome, a lavagem a seco não é sem uso de água, mas sim com uma quantidade reduzida. Uma lavagem tradicional pode gastar até 600 litros de água, já na lavagem a seco essa quantidade cai para cerca de 500 mililitros.

Para realizar a lavagem a seco é preciso contar com uma solução própria para esse fim, panos de microfibra, borrifador e um pouco de água. A limpeza deve ser feita com o carro na sombra e com todas as peças frias.

Primeiro, dilua a solução em água na seguinte proporção: 1 parte de produto para 30 de água. Então, comece a lavagem da lataria borrifando a solução diluída em uma área um pouco maior que o alcance do pano, de forma que a lavagem seja mais eficiente. Comece a tirar o produto passando o pano em um sentindo único, sem esfregar, para não riscar a pintura do veículo. Após remover a solução, dê o acabamento com um outro pano seco.

Repita o processo por toda a lataria do veículo e, quando o pano utilizado na lavagem estiver totalmente sujo, limpe-o com água. Em locais onde a sujeira é mais difícil de remover, deixe o produto agindo por alguns segundos antes de retirar com o pano.

Vale lembrar que a lavagem a seco não é recomendada para quando o carro estiver muito sujo, com lama, areia ou crostas, pois a chance de ocasionar algum risco na pintura é alta e pode trazer prejuízos. Nestes casos, a lavagem convencional ainda é a mais indicada e mais segura para a qualidade do seu veículo.