SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUINTA-FEIRA, 29 DE JULHO DE 2021
EMPREGOS

Habilidades importantes que o mercado de trabalho espera

Para ter sucesso no mercado de trabalho, não são apenas as competências técnicas e experiências que contam. Habilidades emocionais também são importantes para se destacar profissionalmente

Beatriz MoreiraPublicado em 13/11/2020 às 10:41Atualizado há 06/06/2021 às 17:54
[object Object]

Para ter sucesso no mercado de trabalho, não são apenas as competências técnicas e experiências que contam. Habilidades emocionais também são importantes para se destacar profissionalmente (Vectorjuice/Freepik)

Para conseguir um emprego, o currículo com as formações e experiências é um ponto importante analisado pelos recrutadores. Mas há outras qualidades que não estão neste documento e que também são fundamentais para o sucesso no mercado de trabalho: são as habilidades emocionais. Segundo a gestora de recursos humanos na RHF Talentos, Francine de Jorge Pieralisi, é importante entender que as competências de um profissional se dividem em duas categorias: as técnicas e as comportamentais.

As competências técnicas são todos os conhecimentos e habilidades adquiridos por uma pessoa por meio da educação formal e informal e podem ser desenvolvidas em treinamentos, cursos profissionalizantes, experiências e outros. "Já as competências comportamentais estão relacionadas ao comportamento e as emoções (ou como lida com as emoções). Sabe-se que a maioria dos profissionais são contratados pelo currículo (competências técnicas) e demitidos pelo comportamento (competências comportamentais)", explica Francine.

Tais competências para se dar bem no mercado de trabalho, de acordo com gestora de recursos humanos da Base RH, Mila Camarim, são conhecimentos, habilidades, atitudes, interesses e valores pessoais. "As três fundamentais, na minha opinião, são conhecimento, habilidades e valores pessoais", conta. Para desenvolvê-las, é necessário "buscar qualificação profissional, formação intelectual e agregar conhecimento no relacionamento humano", pontua a gestora.

Francine acrescenta que o primeiro aspecto para desenvolver qualquer competência é o autoconhecimento. Por isso, é importante saber quais são os seus pontos fracos. "Ciente de onde estão os pontos a serem desenvolvidos, o candidato deve buscar qual é prioridade para sua empregabilidade de acordo com a sua área de atuação e mercado onde pretende atuar. Só conhecendo o mercado, o que está sendo pedido na sua área de atuação, o candidato pode avaliar quais são as competências que ele precisa dar mais urgência ao seu desenvolvimento", orienta a gestora de recursos humanos da RHF Talentos.

A especialista diz ainda que as competências técnicas podem ser desenvolvidas através de treinamentos, cursos profissionalizantes e experiências. "Atualmente existem cursos online para praticamente todas as áreas de atuação, muitos deles com versões gratuitas em que o profissional pode desenvolver competências necessárias aumentar sua empregabilidade. Já as competências comportamentais só podem ser desenvolvidas por meio da exposição a situações que demandem da pessoa a competência necessária", finaliza Francine.

Para Mila, é importante observar que o mercado de trabalho está cada vez mais competitivo. "Por isso, espera profissionais altamente qualificados, capacitados, com conhecimento das novas tecnologias e proativos. Essas são as principais exigências para um candidato estar à frente", explica.

Além disso, Francine pontua que esse setor espera profissionais comprometidos, que sejam capazes de fazer autogestão e não dependam de gerenciamento constante. "Capaz de se comunicar de forma eficaz, proativo e disposto a colaborar com a empresa, com os colegas e com toda a sua equipe, e que esteja sempre buscando se desenvolver pessoal e profissionalmente", orienta.

(Colaborou Beatriz Moreira)Competências fundamentais

Inteligência digital: capacidade de aproveitar todas as possibilidades do universo digital. Tecnologia é a nova alfabetização do mercado de trabalho.

Inteligência produtiva: habilidade de manter-se focado, com discernimento para as prioridades. Hoje, muitos profissionais têm acesso a muitas informações e distrações, e acabam perdendo o foco do que precisa ser prioridade na sua atividade profissional.

Adaptabilidade: o mercado de trabalho tem apresentado mudanças profundas e constantes. A habilidade de se adaptar a situações novas e adversas é uma competência de quem consegue manter o foco sempre voltado para a solução por meio de uma atitude proativa.

(Fonte: Francine de Jorge Pieralisi, gestora de recursos humanos na RHF Talentos)

empregos
mercado de trabalho
classificados
 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por