SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUARTA-FEIRA, 28 DE JULHO DE 2021
COLUNA DO DIÁRIO

Ministro 'empurra' fim da duplicação da BR-153 para 2021

Governo federal divulga nova data para conclusão da obra de duplicação da BR-153: julho do próximo ano

Vinicius MarquesPublicado em 16/10/2020 às 23:07Atualizado há 06/06/2021 às 18:48
[object Object]

França (PSB), que tirou vaga de Skaf na reta final do 1º turno (Mara Sousa 5/5/2018)

Seção exclusiva para assinantes. Assine para ter acesso ilimitado.

Já sou cadastrado.

Quero ter acesso ilimitado.

COLUNA DO DIÁRIO

Ministro 'empurra' fim da duplicação da BR-153 para 2021

Governo federal divulga nova data para conclusão da obra de duplicação da BR-153: julho do próximo ano

Vinicius MarquesPublicado em 16/10/2020 às 23:07Atualizado há 06/06/2021 às 18:48

França (PSB), que tirou vaga de Skaf na reta final do 1º turno (Mara Sousa 5/5/2018)

O ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, empurrou para julho de 2021 a duplicação da BR-153 no trecho urbano de Rio Preto. A última previsão feita pelo governo era de que a entrega da obra aconteceria no final deste ano. A ideia do prefeito Edinho Araújo (MDB) era fazer evento com a participação, inclusive, do presidente da República, Jair Bolsonaro.

O anúncio foi feito pelo ministro, considerado um dos mais próximos do presidente Bolsonaro, pelo Twitter, nesta quinta-feira, 16. "Atenção, São José do Rio Preto: duplicação da BR-153/SP com construção de vias marginais avançando bem. Obra do governo Jair Bolsonaro ajudará a desafogar trânsito e aprimorar esse corredor que liga o estado ao Paraná e ao Triângulo Mineiro. Meta é fechar a obra até julho de 2021", afirmou Tarcísio nas redes sociais.

O valor da obra é estimado em R$ 186 milhões para a duplicação do trecho urbano da BR-153 em Rio Preto, com 17,8 quilômetros de extensão (entre o trevo do distrito de Talhado até o limite com Bady Bassitt), além da construção de 14 viadutos. O projeto prevê ainda a construção de passarelas.

Edinho afirmou em nota que a duplicação está com 90% da obra concluída. "Para o 1º semestre do ano que vem ficou o trabalho de restauração do trecho já duplicado, na região da Represa Municipal, obras na marginal próximo ao trevo de Talhado e finalizar obras na avenida José Escobar Bergamann", disse o prefeito. "Considero que, diante do agravamento da crise econômica no País, principalmente após a pandemia, conseguimos avançar. O meu reconhecimento ao governo federal, por meio do Ministério da Infraestrutura, ao garantir os recursos necessários para a continuidade da duplicação em 2020".

Notas

Repercussão

O candidato a prefeito em São Paulo, Márcio França (foto), PSB, publicou em seu perfil no Facebook reportagem do Diário sobre a ausência de caciques tucanos, como o governador João Doria (PSDB), na campanha do candidato a prefeito de Catanduva padre Osvaldo (PSDB). O secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, nega o distanciamento e diz que vai até Catanduva participar da campanha do padre.

Repeteco

Três candidatos a prefeito de Rio Preto só repetem programas no horário eleitoral: Carlos Alexandre (PCdoB), Filipe Marchesoni (Novo) e Marco Rillo (PT).

Reabertura

Depois de ser criticado por prefeituráveis, o secretário de Saúde de Rio Preto, Aldenis Borim, afirmou nesta sexta-feira, 16, que irá reabrir a UBSF da Cidade Jardim a partir do dia 22. A unidade foi fechada para, segundo a pasta, remanejar pacientes contaminados pela Covid-19.

Curtas

Sessão - A Câmara de Rio Preto vota na sessão da próxima terça-feira, 20, o projeto de lei do vereador Jean Dornelas (MDB) que transfere aos pais dos alunos da rede pública a decisão de permitir o retorno dos filhos às aulas. Caso a Prefeitura retome as atividades escolares presenciais, mas os pais optem por não enviar os filhos à escola, as faltas não serão contabilizadas. A Prefeitura de Rio Preto só permitiu a retomada - opcional - das aulas do Ensino Médio.

Recurso - O Ministério Público Federal recorreu da decisão do ministro relator do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Raul Araújo, que se negou instauração de inquérito contra o desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo Eduardo Siqueira. Ao ser abordado pela Guarda Civil Municipal de Santos, Siqueira se negou a usar máscara e chamou um guarda de "analfabeto". A Procuradoria-Geral da República sustenta que há indícios "veementes" de crime de abuso de autoridade.

Rio Preto
duplicação
BR-153
 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por