Vereador terá de seguir cartilha na campanha

COLUNA DO DIÁRIO

Vereador terá de seguir cartilha na campanha

Mesa Diretora da Câmara de Rio Preto proíbe propaganda fora de gabinete e veta entrevistas para TV Câmara


Vereadores em plenário durante sessão: ato determina regras para o período eleitoral
Vereadores em plenário durante sessão: ato determina regras para o período eleitoral - Guilherme Baffi 23/6/2020

Vereadores e vereadoras de Rio Preto terão de seguir cartilha durante a campanha eleitoral. A Mesa Diretora da Câmara, presidida por Paulo Pauléra (PP), publicou ato que cria regras para os parlamentares, que também valem para servidores, principalmente da TV Câmara. Vereadores não poderão aparecer em programas da TV Câmara ou em entrevistas.
As normas, que foram publicadas no diário oficial do município, proíbem propaganda eleitoral fora dos gabinetes. O objetivo é evitar que os vereadores usem a estrutura da Casa para pedir votos na tentativa de reeleição em novembro.

O documento veta, também, a participação ou uso de servidores do Legislativo para atividades políticas. O descumprimento acarretará em representação contra os envolvidos nas irregularidades à Justiça Eleitoral. "Nenhum serviço da Câmara poderá ser usado para beneficiar partido ou organização de caráter político", consta no texto oficial.

A fiscalização de possíveis irregularidades cabe à própria Mesa Diretora, ao Ministério Público Eleitoral e Justiça Eleitoral.

De acordo com o documento, os parlamentares poderão usar o estacionamento do Legislativo e o uso de adesivos em seus veículos está liberado, de acordo com o previsto na legislação. A TV Câmara poderá manter a divulgação das atividades dos vereadores, desde que não configure promoção pessoal dos candidatos.

 

Juntos - A pré-candidata a Prefeita de Rio Preto Helena dos Santos Reis (Republicanos) saiu pela tangente quando questionada a respeito de uma possível interferência da Igreja Universal do Reino de Deus durante a campanha. "Quero o apoio de todos os rio-pretenses. O fato das igrejas apoiarem eu acho muito positivo. São pessoas que encontram em mim um ideal de gestos que elas estão buscando. Vejo com positividade os apoios das igrejas, quaisquer que sejam elas", disse.

Cumpra-se - A Justiça de Rio Preto encerrou processo que condenou o ex-prefeito de Cedral José Luis Pedrão (MDB) por improbidade administrativa em função da contratação de advogada que se mudou para o Guarujá e continuava a receber salário da prefeitura. O caso ocorreu em 2009. A determinação da Justiça é de suspensão de direitos políticos, que já foi comunicada à Justiça Eleitoral e torna o ex-prefeito inelegível, além de perda de função pública.

Divulgação

Catanduva

O PSDB de Catanduva lançou neste sábado a candidatura do padre Osvaldo de Oliveira Rosa (foto) à Prefeitura da cidade. Ele terá como vice o empresário Cláudio Romagnoli. A coligação em torno de Osvaldo terá sete partidos. Além do PSDB, fazem parte o DEM, PV, PSC, PSL, PL e Podemos. "Vai ser uma junção de forças muito positiva para esta nova proposta". Por outro lado, o PP lançou o nome do empresário Ricardo Rebelato como candidato a prefeito.

Implosão

A desistência de Renato Pupo como candidato a prefeito implodiu o PSDB. Candidatos a vereador pelo partido afirmam que irão desistir da campanha se Pupo também for candidato à Câmara. Em grupos de redes sociais, o clima ficou mais quente que a temperatura da cidade nesses dias tórridos.

Visita

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), deve vir a Rio Preto nesta semana inaugurar o Deic, antigo prédio da DIG, na região norte.