Câmara de Rio Preto defende nome do novo terminal

COLUNA DO DIÁRIO

Câmara de Rio Preto defende nome do novo terminal

Obra tem nome do ex-prefeito Valdomiro Lopes, pai do também ex-prefeito de Rio Preto, e provável candidato


Entrada no terminal de transporte coletivo de Rio Preto que por lei chama
Entrada no terminal de transporte coletivo de Rio Preto que por lei chama "Prefeito Valdomiro Lopes" - Johnny Torres 12/6/2020

A Câmara de Rio Preto defendeu na Justiça o nome do novo terminal de transporte coletivo, entregue em setembro ano passado pelo prefeito Edinho Araújo (MDB). A obra, iniciada na gestão de seu antecessor Valdomiro Lopes recebe nome do ex-prefeito. No caso, trata-se de Valdomiro Lopes da Silva, que foi prefeito de Rio Preto no final da década de 1960. O filho se chama Valdomiro Lopes da Silva Júnior. O Ministério Público ingressou com ação para anular lei que denominou o espaço público como "Prefeito Valdomiro Lopes". Segundo a ação, a denominação pode beneficiar politicamente o ex-prefeito mais recente, Valdomiro, cotado inclusive para ser candidato novamente na eleição deste ano. A norma, afirma a ação, afronta princípio de impessoalidade. A ação de inconstitucionalidade tramita no Tribunal de Justiça, em São Paulo, a partir de representação do promotor de Rio Preto Sérgio Clementino. A lei, aprovada no final de 2016, é de autoria do vereador Fábio Marcondes (PL).

A defesa apresentada pelo legislativo rio-pretense à Justiça defende a legalidade. "A pessoa homenageada se chamava Valdomiro Lopes e o filho, prefeito à época da sanção se chama Valdomiro Lopes da Silva Júnior em verdadeira aplicação prática de utilização de agnome distintivo". No caso o agnome é "Júnior", do ex-prefeito até 2016. A Câmara afirma ainda que quando inaugurado, em 2019, o terminal não recebeu nome oficial. A casa utiliza até pesquisas no Google para justificar que o nome "Prefeito Valdomiro Lopes" não é utilizado formalmente pela Prefeitura.[

O setor jurídico do Legislativo ainda afirma que 25 ex-prefeitos de Rio Preto foram homenageados por leis e decretos.

 

Proposta - Depois de conseguir liminar para manter estabelecimentos abertos no fim de semana em Rio Preto- decisão que foi derrubada pelo Supremo Tribunal Federal (STF)- a Associação Paulista de Supermercados (Apas) apresentou proposta para a Prefeitura. A intenção era de manter locais em funcionamento com horário ampliado, além de orientar moradores a não levar família para compras. O governo nem chegou a analisar o pedido.

Na espera - E com decreto da Prefeitura que mantém supermercados fechados no fim de semana em vigor, a cúpula do governo de Edinho Araújo (MDB) irá avaliar se a norma será prorrogada. O decreto tem validade até 30 de julho, ou seja este domingo seria o último dia para os supermercados ficarem fechados. Com a decisão do Supremo favorável à norma, a determinação de fechamento pode ser estendida, dependendo da evolução de casos de coronavírus no município ao longo desta semana.

Divulgação/ Prefeitura de Rio Preto

Em 2054

O prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo (MDB), participou de audiência virtual (foto) sobre as contas da Riopretoprev, a Previdência Municipal, presidida por Jair Moretti, que também é secretário de Governo. O evento, transmitido pelo Youtube, teve participação de 48 pessoas. Foi apresentado estudo que mostra que déficit atuarial da autarquia, atualmente de R$ 1,4 bilhão, irá se equilibrar em 2054.

Aliança

As tratativas para eleição em Rio Preto começam a ser discutidas pelo PSDB e DEM, do governador João Doria e vice Rodrigo Garcia, respectivamente. As siglas que mantém tradicionalmente aliança no Estado têm pré-candidatos a prefeito em Rio Preto, mas podem se unir na disputa.

Três

Depois de voltar ao circuito eleitoral, o ex-prefeito Valdomiro Lopes (PSB), disse a aliados que procura apoio de três partidos. Se conseguir, coloca o nome na campanha.