Equipe de Edinho busca 'saída' sobre auxílio-atleta

COLUNA DO DIÁRIO

Equipe de Edinho busca 'saída' sobre auxílio-atleta

Pagamentos estão suspensos desde abril por conta da pandemia do novo coronavírus


O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM), durante aferição de temperatura na entrada de evento político na Faculdade de Medicina de Rio Preto (Famerp) neste sábado, 27. Garcia, que tem familiares em Rio Preto, passa o fim de semana na cidade.
O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM), durante aferição de temperatura na entrada de evento político na Faculdade de Medicina de Rio Preto (Famerp) neste sábado, 27. Garcia, que tem familiares em Rio Preto, passa o fim de semana na cidade. - Guilherme Baffi 27/6/2020

Criticado por atletas, técnicos e professores afetados pela suspensão do pagamento do programa auxílio-atleta, em função da pandemia de Covid-19, a equipe do governo Edinho Araújo (MDB) busca uma "saída jurídica" para o impasse. O prefeito tem sido alvo de protestos e o tema virou batalha jurídica entre Câmara e Prefeitura, depois que o Legislativo aprovou e promulgou lei para retomada dos pagamentos, mediante comprovação de atividades on-line, por exemplo.

De autoria do vereador José Lagoeiro (Patriota), a lei foi contestada no Tribunal de Justiça (TJ) pela Procuradoria-Geral do município um dia depois de ser promulgada. Em 15 de junho, a norma foi suspensa pelo TJ. Na quarta-feira, 24, o secretário de Administração, Luís Roberto Thiesi, e a secretária de Esportes, Cléa Bernardelli, se reuniram sobre o assunto.

O maior empecilho, segundo a Administração, é pelo fato do programa ser vinculado à prestação de serviço, diferentemente da situação de servidores concursados. O governo criou uma comissão para possível solução. "Ficou acordada a criação de uma comissão com cinco integrantes do esporte, a fim de montar um projeto de aulas remotas. Após a conclusão do trabalho, a comissão irá apresentar a proposta à prefeitura", informou por nota.

Os pagamentos do auxílio-atleta para cerca de 230 beneficiários foram cortados em 16 de abril. Desde o início da quarentena, em 24 de março, os espaços esportivos públicos estão fechados, com atividades suspensas.

Na conta - A capacidade de atendimento do Hospital de Base é considerada cada vez mais crucial para manter Rio Preto na fase 2, a laranja, do plano estadual de reabertura. Mais de cem leitos de UTI levam a taxa de ocupação para baixo -requisito importante para definição das fases. "O hospital tem uma das maiores estruturas do Interior do País, não só do Estado", avalia o promotor Sérgio Clementino. O MP acompanha o combate à Covid-19.

Parceria - Com dias com lotação máxima nos leitos de enfermaria específicos para Covid-19 na Santa Casa de Rio Preto, o governo Edinho Araújo (MDB) avalia convênio com a Diretoria Regional de Saúde (DRS) para 16 leitos semelhantes em Jaci. A cidade vizinha ficaria como retaguarda do hospital, hoje único local da cidade com leitos do SUS exclusivos para pacientes do município. Já o
Hospital de Base atende Rio Preto e outras 101 cidades da região.

Guilherme Baffi 22/05/2020

Aditivo

A reforma do viaduto Abreu Sodré em Rio Preto, que a Prefeitura afirma que está "praticamente" pronta, ficará R$ 169,5 mil mais cara. Isso porque as obras atrasaram e, consequentemente, ganharam um aditivo de prazo. A reforma, orçada em R$ 693,1 mil, começou a ser executada em janeiro pela empresa Capi Engenharia, com previsão de conclusão em quatro meses.

Cine grátis

O TJ-SP decidiu que a lei que permite entrada grátis de idosos nos cinemas de Rio Preto é constitucional. Da vereadora Márcia Caldas (PSD), a norma foi questionada pelo sindicato dos cinemas.

Comitê

A Justiça de Rio Preto deu 72 horas para a Prefeitura se manifestar sobre pedido do sindicato dos servidores da Educação para suspensão da eleição de comitê para protocolos de volta as aulas. A Atem afirma que ficou de fora. Já a Prefeitura informou que irá cumprir a decisão.