Esse vírus é traiçoeiro, afirma Carlos Arnaldo

COLUNA DO DIÁRIO

Esse vírus é traiçoeiro, afirma Carlos Arnaldo

Pré-candidato a prefeito pelo PDT está internado no Hospital de Base desde domingo


Carlos Arnaldo, em entrevista ao Diário, nome cotado para disputar a eleição deste ano
Carlos Arnaldo, em entrevista ao Diário, nome cotado para disputar a eleição deste ano - Johnny Torres 20/9/2018

Internado no Hospital de Base com Covid-19, o pré-candidato a prefeito de Rio Preto Carlos Arnaldo (PDT) afirmou nesta segunda-feira, 22, que as pessoas "precisam acordar para a realidade, de que esse vírus está em todo lugar e é perigoso". O político está internado no hospital, em isolamento. Ele disse que sentiu mal-estar na semana passada. Carlos tem 62 anos e foi candidato a prefeito em 2016, quando recebeu 5.925 votos. No final da década de 1990, ele foi vereador.

O pré-candidato está internado no HB desde domingo, 21. Ele passou por uma série de exames. "Meu pulmão está 25% tomado pelo vírus. Estou em isolamento no quarto, tomando medicação. Jamais imaginei essa possibilidade. Esse vírus é traiçoeiro", disse. Até o fechamento desta edição, o quadro era estável.

Carlos Arnaldo afirmou ainda que utilizava máscara. "As pessoas precisam acordar para a realidade, de que esse vírus está em todo lugar e é perigoso. Se Deus quiser, mais uns dias estarei curado. Tenho fé em Deus". "Estou aqui no quarto em isolamento e muito bem cuidado pela equipe do HB", disse.

Em maio, Carlos gravou vídeo, pelo qual reclamou de medidas adotadas pelo Estado e seguidas pela Prefeitura de Rio Preto sobre regras de abertura do comércio na pandemia. Ele afirmou que as normas beneficiavam supermercados, por exemplo, prejudicavam "pequenos negócios" e defendeu "quarentena inteligente".

Embora seja colocado como pré-candidato à Prefeitura, Carlos Arnaldo pode entrar na disputa como vice. O partido costura aliança com o PSB de Valdomiro Lopes. O ex-prefeito afirmou a aliados na última semana que tem intenção de disputar o cargo novamente. Valdomiro foi prefeito entre 2009 e 2016. Carlos foi secretário de Desenvolvimento Econômico no segundo mandato de Valdomiro.

 

Sindicância - A Secretaria de Trânsito de Rio Preto instaurou sindicância contra dois guardas municipais por "transgressões disciplinares". Entre os alvos está o ex-presidente da Associação dos Guardas Municipais, Alexandre Montenegro, que considera o ato como perseguição. A Prefeitura não se posicionou e passou a demanda para o corregedor-geral da corporação, José Carlos Floriano, membro da sindicância. Floriano nega perseguição política.

Chapa-pura - O PSL, ex-partido do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), divulgou nota nesta segunda-feira, 22, para informar que terá candidatura "chapa-pura" em Rio Preto na corrida eleitoral deste ano. Segundo o comunicado, o presidente da sigla, Marco Casale, será candidato a prefeito com a advogada Ana Cristina Vargas como vice. O partido afirma ter 26 nomes para chapa de vereadores. O PSL, com isso, afirma que não há possibilidade de coligação com PSDB, que tem Renato Pupo como pré-candidato.

A retomada da Justiça

Com base em resolução do Conselho Nacional de Justiça, o Poder Judiciário do Estado de São Paulo começa e se preparar para retomada de atividades presenciais. Atualmente, os serviços do fórum (foto) de Rio Preto são feitos de forma virtual. A retomada deve ocorrer na segunda quinzena de julho, com redução de horário e com 1/3 de servidores. O atendimento deve ser das 13h às 19h.

Mais casos

Mais políticos da região de Rio Preto registraram casos do novo coronavírus. São exemplos os registros da doença em vereadores de Bady Bassitt, Tabapuã e Potirendaba.

Sem trégua

Donos de salões de beleza e barbearias de Rio Preto prometem barulho em frente à Prefeitura nesta terça-feira, 23, até com carro de som. O setor está fechado por ordem judicial, depois que o prefeito Edinho Araújo (MDB) recorreu contra liminares que liberaram os estabelecimentos.