SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEGUNDA-FEIRA, 16 DE MAIO DE 2022
GURU DE BOLSONARISTAS

Filha de Olavo de Carvalho afirma que pai morreu de Covid e diz que 'negacionismo mata'

Em entrevista ao Diário, Heloísa de Carvalho disse que não acreditava no rompimento do escritor com Jair Bolsonaro (PL) e fala em "estratégia de intimidação"; presidente emitiu nota de pesar

Arthur Pazin
Publicado em 25/01/2022 às 10:36Atualizado em 25/01/2022 às 11:01
Heloísa de Carvalho e o pai Olavo de Carvalho (Arquivo Pessoal)

Heloísa de Carvalho e o pai Olavo de Carvalho (Arquivo Pessoal)

Bacharel em Direito, professora de artesanato e ativista da cannabis medicinal, Heloísa de Carvalho acredita que o pai, o escritor Olavo de Carvalho, morreu devido às complicações da Covid-19.

Em entrevista ao Diário, Heloísa contou que Olavo estava contaminado pelo vírus desde o começo do mês e que foi para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na semana passada, na Virgínia, nos Estados Unidos. Sem contato com o pai, a professora disse que conseguiu a informação com "olavetes" — seguidores e alunos de Olavo — que teriam confirmado com Roxane, agora viúva do escritor.

Heloísa também acredita que o pai, com quem ela não fala desde 2017 e não o vê pessoalmente desde 2005, não tenha se vacinado contra Covid-19. Em seu perfil no Twitter, a filha publicou uma nota de falecimento do escritor e escreveu: "Que Deus perdoe ele de todas as maldades que cometeu".

Questionada pela reportagem sobre quais seriam essas "maldades", Heloísa afirmou que a principal delas foi ter incentivado o tratamento precoce, além de ser contra a vacina, chamar a pandemia de fraude, negar o vírus e, de certa forma, motivar o governo, por meio de seu discurso, a atrasar a compra da vacina. "Olha só o destino", disse.

Olavo de Carvalho em vídeo gravado para a internet (Reprodução)

Filha não participará do funeral

A professora afirmou também que o funeral de Olavo provavelmente deverá acontecer nos Estados Unidos, uma vez que os gastos para transportar o corpo ao Brasil cá seriam enormes e os demais familiares moram atualmente no país da América do Norte. No entanto, mesmo se houvesse um enterro por aqui, ela garantiu que não participaria.

"Não é porque morreu que virou santo", disse Heloísa, que, apesar das recentes críticas de seu pai a Jair Bolsonaro (PL), não acreditava no rompimento dele com o presidente, de quem era considerado "guru". "Ingenuidade. Olavo sempre viveu de morde e assopra. Era estratégia de intimidação. Ele atacava e falava bem", comentou.

Em relação à morte do escritor, Heloísa disse que não está feliz, mas que também não está em profunda tristeza. "Estou bem comigo, com tudo que fiz até hoje, não me arrependo de nada do que falei dele", afirmou a filha de Olavo, que pediu para que as pessoas se vacinem e se cuidem. "Negacionismo mata".

Governo federal emite nota de pesar por morte de Olavo de Carvalho

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por