SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 05 DE DEZEMBRO DE 2021
ELEIÇÕES 2020

Edinho é reeleito no 1º turno em Rio Preto com 54,8% dos votos

Prefeito de Rio Preto ganha eleição com 54,84% dos votos válidos e vai ocupar cargo de chefe do Executivo pela quarta vez; Edinho recebeu 111.125 votos e evitou que a eleição fosse para o segundo turno; Coronel Helena ficou em segundo lugar com 27,16% dos votos válidos, total de 55.234 votos

Vinicius Marques
Publicado em 16/11/2020 às 02:06Atualizado em 06/06/2021 às 17:09
Prefeito de Rio Preto ganha eleição com 54,84% dos votos válidos e vai ocupar cargo de chefe do Executivo pela quarta vez; Edinho recebeu 111.125 votos e evitou que a eleição fosse para o segundo turno; Coronel Helena ficou em segundo lugar com 27,16% dos votos válidos, total de 55.234 votos (Guilherme Baffi 15/11/2020)

Prefeito de Rio Preto ganha eleição com 54,84% dos votos válidos e vai ocupar cargo de chefe do Executivo pela quarta vez; Edinho recebeu 111.125 votos e evitou que a eleição fosse para o segundo turno; Coronel Helena ficou em segundo lugar com 27,16% dos votos válidos, total de 55.234 votos (Guilherme Baffi 15/11/2020)

O prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo (MDB), foi reeleito neste domingo, 15. Edinho recebeu 111.525 votos, o que representa 54,84% dos votos válidos. A candidata Coronel Helena (Republicanos) recebeu 55.234 votos, 27,1% dos votos válidos. Edinho precisava da metade dos votos válidos mais um para ser confirmado como vencedor da eleição. Com a vitória, o emedebista evitou que a eleição fosse para o segundo turno em Rio Preto. Em 2016, quando foi eleito, Edinho também venceu no primeiro turno.

O terceiro candidato mais votado foi Marco Casale (PSL), 9.894 votos (4,87%); seguido de Marco Rillo (Psol), 8.299 votos (4,08%); Paulo Bassan (PRTB), 6.291 votos (3,09%); Filipe Marchesoni (Novo), 4.214 votos (2,07%); Celi Regina (PT), 3.571 votos (1,76%); Carlos Arnaldo (PDT), 2.314 votos (1,14%); e Rogério Vinícius (DC), 1.487 votos (0,73%). Com 526 votos (0,26%), Calos Alexandre (PCdoB) teve a menor votação. No total, foram computados 15.346 votos nulos e 9.667 votos em branco. A abstenção ficou em 31%, o que representou 104.172 eleitores. Um dos motivos apontados até por integrantes dos partidos foi a pandemia de coronavírus. Em 2016, a abstenção ficou em 22%. (leia mais na página A4).

Em 2016, Edinho teve 113.377 votos, o que representou na época, 52,26% dos votos válidos.

A eleição deste domingo definiu também os 17 vereadores que irão compor a legislatura que tem início em janeiro de 2021 e vai até 2024.

A apuração foi marcada por longa demora em função da lentidão na confirmação de votos em sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O Diário realizou transmissão ao vivo da apuração de votos, em parceria com a Trimovie (leia mais na página A4).

Edinho ganhou a eleição para prefeito de Rio Preto pela primeira vez em 2000. Ele foi reeleito em 2004 e ficou no cargo até 2008. O prefeito também foi eleito deputado estadual e deputado federal.

No total, 332.540 eleitores estavam aptos para votar na eleição em Rio Preto neste domingo.

A votação em Rio Preto ocorreu sem grandes incidentes, além de todos cuidados necessários em função da pandemia de coronavírus, como uso de álcool em gel e recomendação para que eleitores levassem caneta e que mantivessem o distanciamento social na fila. Foram registrados dois casos de boca de urna, no qual as pessoas foram levadas para o plantão policial.

Foram utilizadas 1.015 urnas em 869 seções, distribuídas em 123 locais de votação. Em Rio Preto, nove urnas eletrônicas apresentaram problemas técnicos e foram substituídas durante a votação

A Polícia Federal divulgou que não foram apresentadas ocorrências relacionadas às eleições em Rio Preto, neste domingo.

A justificativa em caso de ausência poderia ser feita pelo e-título, aplicativo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas o sistema apresentou lentidão e eleitores reclamaram de falta de serviço.Demora

A apuração teve demora imprevista neste ano em Rio Preto. A expectativa da Justiça Eleitoral era de divulgação de resultados a partir das 17h, com finalização da apuração em Rio Preto por volta das 20h. No entanto, o sistema de transmissão de dados das urnas, recolhidos por meio de pen-drive, foi lento. Até às 20h não havia dados de apuração sobre Rio Preto. O mesmo ocorria na maioria das cidades da região. No início da noite desta segunda, 16, o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, reconheceu a falha. "Em razão de uma lentidão de totalização dos votos (soma dos votos), está ocorrendo um atraso para a divulgação dos resultados da apuração", afirmou o TSE, em nota. O órgão reconhece ainda que foi alvo de ataque hacker pela manhã, mas descartou relação com atraso. "Ressaltamos que não há nenhuma relação com vazamento de dados pessoais de servidores e nenhuma relação com a tentativa de ataque cibernético registrado nesta manhã", diz comunicado do TSE sobre a demora na divulgação de dados (leia mais sobre as explicações de Barroso na 7A).

A apuração foi acompanhada pelo Diário no cartório da 125ª Zona Eleitoral de Rio Preto, que confirmou os números oficiais antes do sistema do TSE. A determinação de transparência partiu da Justiça Eleitoral. Os dados foram divulgados pelo chefe do cartório, Luciano Uezaka. A reeleição de Edinho foi confirmada por volta das 23h.

(Com Rodrigo Lima, Francela Pinheiro, Lucas Israel e Rone Carvalho)

Resultado das eleições 2020 em Rio Preto (Reprodução)
 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por