Filiado contesta candidatura do próprio partido em Bálsamo
Eleições 2020 Diário da Região
Eleições 2020 Diário da Região - Reprodução

Um filiado do PSDB de Bálsamo, Audinei Bonfanti questionou na Justiça Eleitoral a candidatura do próprio partido à prefeitura da cidade. Paulo César Zaniboni (PSDB), mais conhecido como Paulo Carteiro, teria sido escolhido de maneira irregular após a recusa do ex-prefeito José Soler Pântano de participar do pleito como candidato a prefeito durante a convenção da legenda no dia 16 de setembro. Uma nova reunião teria sido feita no dia seguinte, o que não é permitido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O pedido tramita na 72ª Zona Eleitoral.

Segundo os advogados, a coligação "Honestidade e Lealdade por Bálsamo" (que além do PSDB tem o DEM e o PSL) convocou os filiados para a convenção no dia 16 de setembro, último dia dado pela Justiça Eleitoral para a realização das convenções. No entanto, durante a reunião, José Pântano, que era o pré-candidato do PSDB declinou da candidatura.

A partir daí uma série de acontecimentos culminaram na escolha de Paulo César Zaniboni no dia seguinte à convenção do partido, em uma reunião feita na garagem de um morador, o que seria irregular, porque não houve a elaboração de uma nova ata e, sim, a alteração do documento elaborado no dia 16. A ausência de decisão também afetaria a chapa de vereadores. "Tal manobra possibilitou que o partido efetivasse uma candidatura pouco transparente, em total descompasso com o espírito democrático que deve permear a escolha de candidatos", diz o texto apresentado à Justiça.

Outro lado

Os advogados de Zaniboni, contudo, contestam a argumentação. "Tudo foi feito de acordo com a legislação eleitoral. A documentação foi apresentada de maneira correta, não há nada irregular. É uma questão interna corporis do partido. Não envolve nulidade, uma vez que toda a documentação foi apresentada. Há uma ata complementar protocolada junto", afirmou o advogado José Antônio Ercolin.