Motta e Marcondes anunciam apoio à reeleição de Edinho em Rio Preto

EM RIO PRETO

Motta e Marcondes anunciam apoio à reeleição de Edinho em Rio Preto

O deputado federal Luiz Carlos Motta e o vereador Fábio Marcondes anunciaram nesta terça-feira, 8, apoio ao prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo (MDB); PSD de Eleuses Paiva também confirma apoio ao prefeito


Caciques do PL durante reunião realizada antes da pandemia do coronavírus com o prefeito Edinho
Caciques do PL durante reunião realizada antes da pandemia do coronavírus com o prefeito Edinho - Divulgação - Prefeitura de Rio Preto/arquivo

O PL de Rio Preto anunciou nesta terça-feira, 8, apoio à candidatura de reeleição do prefeito Edinho Araújo (MDB). A decisão precisa ser confirmada na convenção partidária na sexta-feira, 11. O PSD, partido do vice-prefeito Eleuses Paiva, realizou convenção do partido na segunda-feira, 7, à noite e confirmou apoio ao emedebista na eleição de novembro.

A intensificação das alianças políticas segue até o dia 16 de setembro, quando acaba o prazo para a realização das convenções partidárias. Edinho passou a participar diretamente das articulações após admitir que vai disputar a reeleição tendo como candidato a vice na chapa o ex-deputado estadual Orlando Bolçone (DEM).

A confirmação de Bolçone na chapa de Edinho pesou na decisão do PL, que tem como os principais representantes na cidade o deputado federal Luiz Carlos Motta e o vereador Fábio Marcondes. Eles já haviam sinalizado que iriam acompanhar o DEM, partido que tem como cacique político o vice-governador Rodrigo Garcia. Marcondes recebeu chancela do cacique do Democrata para formatar a chapa de vereador da legenda em Rio Preto.

O PL divulgou comunicado para formalizar o apoio a Edinho. "A executiva municipal do PL de São José do Rio Preto, tendo como presidente o vereador Fábio Marcondes, com total respaldo do deputado federal Luiz Carlos Motta, comunica que decidiu manifestar apoio à reeleição do prefeito Edinho Araújo (MDB), tendo como candidato a vice-prefeito o ex-deputado estadual Orlando Bolçone (DEM)", consta no documento.

De acordo com o partido, o apoio ao prefeito foi definido "depois de muita reflexão diante do cenário de dificuldades pelo qual Rio Preto atravessa, motivado pela crise econômica e social sem precedentes em decorrência da pandemia de Covid-19". "Um cenário de incertezas em que não há espaço para aventuras ou projetos pessoais. Rio Preto precisa de experiência e capacidade administrativa para condução de nossa cidade rumo ao fim desta crise", afirmaram Motta e Marcondes na nota.

Os representantes do PL sinalizaram ainda que a opção se deu pela "experiência e capacidade administrativa" de Edinho e o ex-deputado estadual. "Para isso, contarão com respaldo político do vice-governador do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM), que terá papel fundamental para que Rio Preto saia ainda maior desta crise sanitária que enfrentamos", consta na nota.

O partido Republicanos de Rio Preto deve oficializar a candidatura a prefeita da coronel Helena dos Santos Reis nesta quinta, 10. O PTB indicou Cláudio Bolonhesi como candidato a vice. Outro partido que fará parte da coligação será o Solidariedade.

No mesmo dia, as três legendas promoverão suas respectivas convenções para a escolha dos candidatos a vereador.

“As convenções para vereadores serão presenciais em horários escalonados para não haver aglomerações. Já a majoritária contará apenas com a presença da candidata, o vice e os presidentes dos três parti-dos, e será transmitida pela internet a partir das 20h30, pela página do Republicanos no Facebook e da Coronel Helena no YouTube e Facebook”, afirmou o Republicanos em nota.

Sem acordo

O pré-candidato a prefeito do PRTB, Paulo Bassan, afirmou que a convenção da legenda acontecerá na próxima terça-feira, 15. Ele anunciou nesta segunda-feira, 8, o nome do advogado Marcelo Zola Peres como pré-candidato a vice. “Vamos apostar na chapa pura do partido. As negociações e conversas que mantivemos não evoluíram para um acordo”, afirmou Bassan.

De acordo com o pré-candidato do PRTB, a última articulação que tentou foi com o Republicanos, mas também não conseguiu chegar a um entendimento. “A Helena me ligou, conversamos, mas não fechamos a aliança”, disse Bassan. (RL)