Rio Preto continua na fase laranja do Plano São Paulo

QUARENTENA

Rio Preto continua na fase laranja do Plano São Paulo

Região está na fase laranja desde o início do Plano SP


Governador do Estado de São Paulo, João Doria, em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes
Governador do Estado de São Paulo, João Doria, em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes - Governo do Estado de São Paulo

A região de Rio Preto continua na fase 2 (laranja) do Plano São Paulo. O anúncio é feito em coletiva de imprensa do governador João Doria e secretários, no Palácio dos Bandeirantes, na tarde desta sexta-feira, 31.

A fase laranja permite o funcionamento de algumas atividades consideradas não essenciais, mas com restrições, e mantém fechados para atendimento presencial estabelecimentos como salões de beleza, barbearias, academias, bares e restaurantes, que só poderão reabrir quando a cidade avançar para a fase amarela.

Rio Preto permanece na classificação laranja pelo menos até o dia 10 de agosto. No modelo de "mini-lockdown" adotado pelo município, as atividades consideradas não essenciais podem abrir seis horas durante quatro dias da semana (de quarta a sábado). Em outros três dias, de domingo a terça, apenas serviços essenciais podem funcionar.

Rio Preto e região registraram, nas últimas semanas, aumento de casos e também de ocupação de leitos de UTI apenas com pacientes da Covid-19. Os dados regionais, assim como número de mortes são levados em consideração pelo governo para definir as etapas.

Casos de Covid-19

Na quinta-feira, 30, Rio Preto Preto confirmou 273 novos casos de Covid-19, chegando a 8.883 casos positivos da doença na cidade. Também foram registrados mais dois óbitos, chegando a 236 o número de vítimas fatais do coronavírus. Os números se referem apenas a moradores de Rio Preto, já que pacientes de fora atendidos em hospitais da cidade entram na contagem de seus respectivos municípios.

Desde o início da pandemia, Rio Preto já teve 47.152 pacientes atendidos com estado gripal. Desse total, 35.970 foram testados. Entre os testados, 27.087 tiveram resultado negativo e 8.883 tiveram resultado positivo. Entre os infectados, 6.235 (72%) são considerados curados.