Governo paulista muda critério e facilita mudança de fase

Ocupação de leitos de UTI

Governo paulista muda critério e facilita mudança de fase


Governador João Doria, e secretários, anunciaram as mudanças em coletiva nesta segunda-feira, 27
Governador João Doria, e secretários, anunciaram as mudanças em coletiva nesta segunda-feira, 27 - divulgação/Governo de SP

O governador paulista João Doria (PSDB) anunciou nesta segunda-feira, 27, mudanças no programa de reabertura econômica e flexibilização da quarentena, chamado Plano São Paulo. A principal alteração permite que regiões com taxa de ocupação abaixo dos 75% nos leitos de UTI para covid-19 entrem na fase 4 verde, enquanto o índice previsto anteriormente era de menos de 60%. As novas regras passam a valer nesta sexta-feira, 31.

Nas demais fases, a taxa de ocupação deverá ser de até 80% nas amarelas e laranja, enquanto uma média superior a 80% coloca a região na fase vermelha. A alteração facilita que os municípios façam o remanejamento dos leitos exclusivos de covid-19 para outros pacientes sem mudarem de fase no plano. A mudança é especialmente defendida pela Prefeitura de São Paulo, que pretende utilizar parte desses leitos para retomar a realização de cirurgias eletivas. Na prática, a mudança não coloca nenhum município hoje na fase verde, que ainda considera outros critérios epidemiológicos.

Doria chamou as mudanças de "calibragem técnica". Segundo ele, o objetivo foi "aprimorar" e tornar mais "eficiente e adequado" ao atual momento da pandemia.

Plano São Paulo dividiu o Estado em 22 regiões e sub-regiões, reunindo grupos de municípios sujeitos às mesmas regras. As fases de restrições e flexibilizações do funcionamento de serviços, comércios e atividades variadas são divididas em 1 (vermelha), a mais grave, 2 (laranja), 3 (amarela), 4 (verde) e 5 (azul).

Rio Preto

Na sexta-feira, 24, o governo estadual atualizou a situação das regiões no plano. A região de Rio Preto permanece na fase laranja, que permite, por exemplo, funcionamento de setores do comércio e shoppings, mas com restrições. A Prefeitura em Rio Preto adota mini-lockdown, que fecha estabelecimentos de domingo a terça-feira, e prevê abertura por seis horas de quarta a sábado. Na Prefeitura, há receio de que o município possa regredir de fase, por conta de ocupação de leitos em UTI, que está acima de 80% na região.

(Com Vinícius Marques)