Governo de São Paulo anuncia 280 leitos para Covid-19 em Rio Preto

EM RIO PRETO

Governo de São Paulo anuncia 280 leitos para Covid-19 em Rio Preto

O anúncio foi feito pelo vice-governador Rodrigo Garcia (DEM), durante visita à Faculdade de Medicina de Rio Preto, um dia depois do Estado regredir regiões para a fase vermelha do Plano São Paulo


Evento da Famerp com o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM), para anúncio de leitos
Evento da Famerp com o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM), para anúncio de leitos - Guilherme Baffi 27/6/2020

O vice-governador do Estado de São Paulo, Rodrigo Garcia (DEM), anunciou neste sábado, 27, um investimento de R$ 29,1 milhões para o Hospital de Base (HB) e para o Hospital da Criança e Maternidade (HCM) de Rio Preto. O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa em evento na Faculdade de Medicina de Rio Preto (Famerp) para ampliar a capacidade do complexo em 280 leitos de UTI e enfermaria, exclusivos para tratamento de Covid-19. O repasse será feito em três parcelas de R$ 9,7 milhões - a primeira parte foi depositada na quinta-feira, 25.

Com a injeção aplicada pelo Estado, a quantidade de leitos de UTI do complexo passa de 58 para 131 vagas - um aumento de 125%. Os recursos também ampliam os leitos de enfermaria dos dois hospitais de 103 para 310 vagas. De acordo com o HB, o total de 441 leitos já está disponível para o tratamento do coronavírus.

O investimento vem por meio de convênio entre o Estado e a Funfarme - entidade que administra o HB e o HCM. O acordo prevê estrutura necessária para ativação dos serviços, equipamentos e contratação de equipe multidisciplinar completa, com clínica médica e especialistas em terapia intensiva, fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia, enfermagem e auxiliares administrativo e de limpeza.

Segundo o vice-governador, os investimentos são cruciais, uma vez que, segundo a Secretaria de Saúde do Estado, o epicentro da pandemia em São Paulo está no Interior. "São Paulo tinha tudo para colapsar o seu sistema de saúde. Por aqui começou a pandemia (no Brasil), mas aqui não aconteceu. O sistema não colapsou e não vamos deixar colapsar", afirmou.

O anúncio vem um dia depois do governo de João Dória (PSDB) anunciar o recuo de cinco regiões do Estado para a fase vermelha do Plano São Paulo de reabertura. As cidades que compõem as diretorias regionais de Saúde de Araçatuba, Bauru, Piracicaba, Registro e Sorocaba passaram para a fase 1 do plano, com apenas serviços essenciais. A região de Barretos, que inclui Olímpia, avançou da fase vermelha para a laranja.

Apesar da alta de casos registrada nas últimas semanas na região, Rio Preto permaneceu na fase laranja, que permite o funcionamento do comércio e serviços, ainda que de maneira limitada. "Rio Preto ia mudar para a fase vermelha e só não mudou por causa dos leitos do Hospital de Base", afirmou a diretora-administrativa do HB, Amália Tieco.

O hospital de base é um dos apontados pelo governo estadual como referência para receber pacientes de Covid-19. Além do HB, o Hospital das Clínicas da USP, em Ribeirão Preto, o HC da Unicamp, em Campinas, e o Emílio Ribas, na Capital, são considerados os mais importantes do Estado.

Respiradores

O vice-governador também anunciou mais 17 respiradores para o HB. A região recebeu 69 respiradores até agora - 30 pelo HB. "Aqui foi o lugar que mais recebeu respiradores devido à capacidade hospitalar que tem o HB e o que representa para a região", afirmou o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

Rio Preto

Leitos

  • 73 leitos de UTI anunciados para o Hospital de Base e Hospital da Criança e Maternidade
  • 207 leitos de enfermaria anunciados para os dois hospitais do Complexo Funfarme

Respiradores

  • 17 Respiradores para o Hospital de Base - com isso o hospital já recebeu do Estado um total de 30 equipamentos
  • 7 respiradores para a Prefeitura de Rio Preto
  • 6 respiradores para a Santa Casa do município

Região

Respiradores

Catanduva

  • 10 equipamentos para o Hospital Padre Albino 5 para o Hospital Emílio Carlos

Jales

  • Santa Casa - 4 equipamentos

Votuporanga

  • Santa Casa - 4 respiradores

Novo Horizonte

  • Prefeitura do município - 3 equipamentos

Fonte - Governo do Estado de São Paulo

Mesmo com todas as precauções e protocolos adotados pelo Hospital de Base para respeitar o isolamento e evitar aglomerações, bastaram alguns minutos para que as "rodinhas" de políticos fossem formadas durante o evento que anunciou novos leitos para o HB.

Apesar de os lugares no auditório da Famerp estarem demarcados com o nome dos convidados, havia um controle na entrada para verificar a temperatura. Frascos de álcool em gel também foram distribuídos.

A todo instante, a mestre de cerimônias advertia para que as aglomerações fossem evitadas, mas, mesmo assim, o desejo de conversar, sobretudo por parte dos políticos, era maior e o chamado foi repetido algumas vezes. Só parou quando o vice-governador Rodrigo Garcia (DEM) chegou.

Vale lembrar que o evento não contou com a presença do diretor do HB, Jorge Fares, internado na UTI da instituição com Covid-19.