Acirp recorre para reabrir academias em Rio Preto

NO TRIBUNAL

Acirp recorre para reabrir academias em Rio Preto

Estabelecimentos estão fechados desde 24 de março, quando teve início quarentena em função da pandemia do novo coronavírus


Associação Comercial e Empresarial de Rio Preto recorreu ao Tribunal de Justiça para reabrir academias de ginástica de seus associados
Associação Comercial e Empresarial de Rio Preto recorreu ao Tribunal de Justiça para reabrir academias de ginástica de seus associados - Pixabay

A Associação Comercial e Empresarial de Rio Preto (Acirp) recorreu no Tribunal de Justiça (TJ-SP) para reabrir academias de ginásticas a seus associados. A entidade comercial contesta decisão da Justiça de Rio Preto que negou pedido de abertura. Os estabelecimentos estão fechados desde 24 de março, quando teve início quarentena em função da pandemia do novo coronavírus. O pedido no tribunal é que academias possam retomar atividades "imediatamente".

No recurso, a Acirp argumenta que decreto do governo federal permite o funcionamento de academias. Defende ainda que a reabertura irá seguir protocolos de segurança, como uso de máscaras específicas, álcool em gel e distanciamento entre clientes. Outro apontamento é que a atividade é considerada pelo governo federal como serviços essencial.

A Prefeitura de Rio Preto tem seguido regras do Estado sobre a retomada de atividades do comércio. Rio Preto está na fase laranja do plano, que permite reabertura de serviços, como comércio varejista, com restrições. No caso de academias, no entanto, está prevista abertura apenas em etapa mais avançada do plano, a verde, quarta etapa.

O recurso foi encaminhado nesta sexta-feira, 26, para o desembargador Paulo Barcellos Gatti.