COLUNA DO DIÁRIO

Ministério da Saúde repassa R$ 4,4 milhões a hospitais de Rio Preto

Incluindo Rio Preto, repasses feitos pelo governo federal chegam a R$ 7,5 milhões para hospitais da região de Rio Preto


Dentre os hospitais e Santas Casas da região, o Hospital de Base recebeu repasse de R$ 3,2 milhões
Dentre os hospitais e Santas Casas da região, o Hospital de Base recebeu repasse de R$ 3,2 milhões - Divulgação

O Ministério da Saúde repassou R$ 4,4 milhões para hospitais de Rio Preto. Em decreto publicado no Diário Oficial da União nesta sexta-feira, 22, o auxílio financeiro emergencial foi repassado às Santas Casas e aos hospitais filantrópicos que participam do Sistema Único de Saúde (SUS). O objetivo é que o recurso seja usado no controle do avanço da pandemia de Covid-19.

Os repasses foram feitos a quatro hospitais da cidade. O Hospital de Base recebeu R$ 3.203.037,63; a Beneficência Portuguesa recebeu R$ 65.627,34; o Hospital Bezerra de Menezes levou R$ 300.010,71 e a Santa Casa recebeu R$ 916.592,53.

Em decreto, o Ministério da Saúde determina que "as entidades beneficiadas deverão prestar contas da aplicação dos recursos aos respectivos fundos de saúde estaduais, distrital ou municipais e disponibilizar em sítio oficial específico na rede mundial de computadores (internet) com ampla transparência, observado o disposto na Lei nº 13.995, de 2020, nesta Portaria, no art. 4º da Lei nº 13.979, de 2020, e no instrumento firmado com os entes federativos."

Confira os repasses feitos para hospitais da região

Catanduva

  • HOSPITAL PADRE ALBINO - R$ 439.400,64

  • HOSPITAL EMÍLIO CARLOS -R$ 448.884,11

Estrela D'Oeste

  • SANTA CASA - R$ 97.995,83

Fernandópolis

  • SANTA CASA - R$ 293.987,48

Ilha Solteira

  • HOSPITAL REGIONAL DE ILHA SOLTEIRA - R$ 271.859,39

Jales

  • SANTA CASA - R$ 281.342,86

Monte Aprazível

  • SANTA CASA - R$ 94.834,67

Monte Azul Paulista

  • HOSPITAL SENHOR BOM JESUS - R$ 79.028,89
  • MATERNIDADE FERNANDO MAGALHAES - R$ 82.190,05

Novo Horizonte

  • SANTA CASA - R$ 110.640,45

Olímpia

  • SANTA CASA - R$ 139.090,85

Palmeira D'Oeste

  • SANTA CASA - R$ 31.611,56

Pereira Barreto

  • SANTA CASA - R$ 158.057,79

Rio Preto

  • HOSPITAL DE BASE - R$ 3.203.037,63
  • BENEFICÊNCIA PORTUGUESA - R$ 65.627,34
  • BEZERRA DE MENEZES - R$ 300.010,71
  • SANTA CASA - R$ 916.592,53

Sud Mennucci

  • SANTA CASA - R$ 63.223,11

Votuporanga

  • SANTA CASA - R$ 433.078,33

Corredores - A sessão ordinária da Câmara de Rio Preto, na próxima terça-feira, 26, coloca em discussão o projeto do Fábio Marcondes (PL), que permitiria o uso dos corredores de ônibus, hoje restrito ao transporte público, a ônibus e vans escolares, quando transportarem alunos. São oito projetos na pauta, incluindo o do presidente da Casa, Paulo Pauléra (Progressistas), já em segunda discussão, que mudará normas no serviço de mototáxis.

Fora da pauta - O veto do prefeito Edinho Araújo ao projeto do vereador José Lagoeiro (Patriotas), que pede a retomada do pagamento dos salários de professores, técnicos e atletas beneficiados pelo Auxílio Atleta, ficou fora da pauta da sessão de terça-feira. Edinho alega que está sendo orientado pela Procuradoria-Geral do Município, não pode pagar por serviços que não podem ser comprovados e que a Secretaria de Esportes não tem estrutura para implantar aulas e treinos online.

Divulgação

Contorno ferroviário

O prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo (MDB), afirmou que o parecer do ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Augusto Nardes (foto), que permitiu a prorrogação antecipada da concessão do trecho paulista da ferrovia, é "mais um importante passo para que em breve possamos concretizar o projeto de retirada dos trilhos da área urbana de São José do Rio Preto". A previsão é de que a concessão seja por 30 anos à empresa Rumo. "Vencida esta etapa, agora o processo deverá passar por rápida análise da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e em seguida teremos a assinatura do contrato de prorrogação antecipada por mais 30 anos. Continuamos acompanhando todo o andamento do processo e empenhados para que o novo contorno ferroviário em nossa cidade seja a prioridade número 1 da concessionária Rumo. Esta é a reivindicação de todos os rio-pretenses", disse Edinho.