FERIADO ESTADUAL

Deputados votam antecipação de feriado

Líder do governo na Casa afirma que tem ao menos 60 dos 94 votos na Casa


Beth Sahão diz que mérito do projeto não foi discutido
Beth Sahão diz que mérito do projeto não foi discutido - Reprodução Facebook

A Assembleia Legislativa vai votar, em urgência, na quinta-feira, 21, projeto do governador João Doria (PSDB) que pretende antecipar o feriado estadual do 9 de julho — em comemoração da Revolução Constitucionalista — para a próxima segunda-feira, 25. O líder do governo na Casa, deputado estadual Carlão Pignatari (PSDB), afirmou que a propostas deve receber pelo menos 60 dos 94 votos. O tucano disse que a medida não deve sofrer nenhum tipo de resistência.

Doria justificou que a antecipação do feriado tem como principal objetivo elevar os índices de isolamento social no Estado. Nesta terça-feira, 19, secretários estaduais pediram para que as pessoas fiquem em casa. O governo tenta elevar o índice para 55%, que é um dos critérios previamente estabelecido para conseguir reduzir o número de casos da Covid-19.

De acordo com Carlão, serão necessários 48 votos para a aprovação da proposta. Os deputados vão participar da sessão online. O tucano disse que não está prevista nenhuma alteração para a votação do projeto.

"Ficou muito claro que ao longo dos finais de semana e feriados nos últimos 56 dias, nós temos índices mais elevados de isolamento e isso contribui para o controle da pandemia", afirmou Doria na segunda-feira, 18.

A antecipação do feriado se for aprovado pelos deputados estaduais será válido para todo o Estado. Prefeitos da região não acataram, porém, a possibilidade de antecipar feriados municipais para esta quarta, 19, e quinta-feira, 20.

Os deputados debateram nesta terça o pedido de urgência apresentado pelo governo do Estado. "No momento, ainda estamos debatendo o pedido de urgência desse projeto da mudança do feriado. Ainda não discutimos o mérito da proposta", afirmou a deputada Beth Sahão (PT).

A deputada Janaina Paschoal (PSL) de manifestou a favor da antecipação dos feriados no site da Casa. "Gostaria de deixar expresso meu apoio à antecipação dos feriados. É adequado antecipar os feriados, é uma forma de as pessoas ficarem em casa e poderemos aproveitar melhor esses dias para recuperar as perdas na economia, que se refletem a toda a população", disse ela.

O deputado estadual Itamar Borges (MDB) também se manifestou a favor da proposta. "É melhor antecipar o feriado para agora, quando ainda precisamos concentrar os esforços no Estado para debelar a pandemia, fortalecendo o isolamento que em menor ou maior grau já ocorre na maioria das cidades, do que deixar para julho, quando, se Deus quiser, já teremos retornado à normalidade e estaremos em plena retomada econômica", disse em nota.

Sem antecipação

Entre os prefeitos que optaram por não adiantar feriados estão o prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo (MDB), de Olímpia, Fernando Cunha (PSD), e a prefeita de Catanduva, Marta Maria Lopes (MDB).

"A Prefeitura de Olímpia informa que não irá antecipar os feriados locais, como foi adotado pela Capital paulista. A Administração esclarece que apenas há a possibilidade de adiantar o feriado estadual de 9 de julho (Revolução Constitucionalista de 32) para a próxima segunda, dia 25 de maio, tendo em vista que o Governador João Doria enviou projeto de lei para a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) que, caso seja aprovado, será válido para todo o Estado. O município aguarda a decisão para comunicar novas informações