Diário da Região

04/09/2016 - 00h00min

Zoo Urbano

A arte reciclada de Tida Ricco e Beto Carrazzone

Zoo Urbano

Os artistas Beto Carrazzone e Tida Ricco, de Rio Preto, estão entre os 22 brasileiros escalados pelo curador internacional Burt Sun para dar vida à exposição ao ar livre Zoo Urbano, que começa em outubro, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo.

Todos os artistas da exposição ao ar livre estão concebendo esculturas e instalações de grande porte com o uso de materiais recicláveis. A principal fonte de inspiração vem dos animais da fauna brasileira.

Intitulada TATUando Mundo Afora, a escultura de Tida reverencia o tatu bola, um dos animais em extinção na fauna brasileira. A partir de uma estrutura de arame, ela compõe sua obra apenas com jornal, reforçando uma técnica que desenvolve há um bom tempo: o papel machê.

A escultura da artista rio-pretense é carregada de metáforas. Todo o corpo do tatu é encapado por imagens de pessoas colhidas em jornais, numa tentativa de humanização do animal em extinção. “O tatu é redondo, um formato que remete ao planeta que habitamos e à barriga da mulher durante a gestação. Ao colocar imagens de pessoas, famosas ou não, em situações adversas, também crio um espelho poético para quem contemplar a escultura”, comenta.

A identidade artística de Tida reside na forma orgânica, na incorporação de materiais recicláveis e elementos orgânicos encontrados na natureza, que com suas formas, cores e texturas inspiram e despertam a criatividade. “Meu trabalho dialoga diretamente com a proposta do Zoo Urbano. Além do jornal, recorro a elementos como a serragem de madeira, fibras de algodão e filetes de bambu”, diz.

GUI_0544_WEB (Re)Criação do Mundo, de Carrazzone, consiste em um desenho do mapa do Brasil feito a partir da aplicação de pedaços de cano de PVC no solo. Artista reflete sobre os movimentos migratórios

Movimentos migratórios

Enquanto Tida concebe uma escultura, Carrazzone projetou uma instalação para ocupar um dos pontos do Parque Ibirapuera durante o Zoo Urbano.

(Re)Criação do Mundo consiste em um desenho do mapa do Brasil feito a partir da aplicação de pedaços de cano de PVC no solo. A imagem construída pelo artista ainda retrata aves na parte de fora do mapa, como se elas estivessem deixando o País.

Para Carrazzone, a instalação propõe a reciclagem de conceitos a partir da reflexão sobre questões como os movimentos migratórios em todo o mundo, as ligações diplomáticas e o próprio abandono da natureza.

“São mapeamentos os caminhos pontilhados que crio, traçando rotas de busca e de reconstrução. Assim como ocorreu com os mapas geográficos durante as grandes navegações, novas descobertas ampliaram e redesenharam fronteiras em meu trabalho, expandindo a minha visão de mundo”, comenta o artista rio-pretense.

A diversidade predomina nas criações de Carrazzone. Pintor, escultor, desenhista, ele começou sua arte em cenários e ilustrações. Desenhos com nanquim inspiraram o desenvolvimento de esculturas produzidas em metal e, posteriormente, ganharam volume com fios e chapas de ferro, assumindo dimensões e ocupando superfícies planas.

Pegada sustentável

Unindo arte e sustentabilidade, o Zoo Urbano é uma iniciativa que une artistas de diferentes países, que criam grandes esculturas a partir de resíduos descartados nos centros urbanos. As matérias-primas vão de fibras naturais a garrafas pets, passando por vidros, pneus, papel, madeira e borracha.

Neste ano, serão realizadas três edições: o Zoo Urbano SP, no Parque do Ibirapuera, o Zoo Urbano Tamar, em Ubatuba, e o Zoo Urbano Miami, durante a ArtBasel.

As duas edições paulistas têm patrocínio da Suvinil e Rodonaves, e apoio do Programa de Ação Cultural (Proac), da Secretaria de Estado da Cultura.

Serviço

Zoo Urbano SP. De 1 a 31 de outubro, na Praça da Paz (Parque do Ibirapuera), em São Paulo. Site oficial: www.zoourbano.com.br

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso