São Paulo pega Atlético-GO na "última chance" para Diniz

Em busca da reação

São Paulo pega Atlético-GO na "última chance" para Diniz


O técnico Fernando Diniz vive seu momento mais crítico no São Paulo e deve ter nesta quarta-feira, 7, a última chance de reabilitar a equipe e permanecer no seu comando. Se não vencer o Atlético-GO, em duelo que começa às 20h30 no Morumbi, pelo Brasileirão, a tendência é de que o treinador seja demitido pela diretoria.

Contratado em setembro de 2019, Diniz nunca teve uma sequência tão ruim em seu pouco mais de um ano no São Paulo. São sete partidas sem ganhar, com cinco empates e duas derrotas. O último triunfo foi há mais de um mês, em 6 de setembro, sobre o Fluminense.

Até mesmo os apoiadores de Diniz no Morumbi hoje não têm mais a certeza de que a permanência é a melhor escolha. Além da sequência sem vitória, pesa muito a eliminação precoce tanto nas quartas de final do Paulistão quanto na fase de grupos da Libertadores.

No Brasileirão, o São Paulo começou brigando pelos primeiros lugares e estava perto da liderança, mas despencou na rodada passada para a sétima colocação do campeonato. As atuações também não têm agradado à diretoria tricolor.

A ideia inicial do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, é manter Diniz pelo menos até as oitavas de final da Copa do Brasil contra o Fortaleza, entre o fim deste mês e o início de novembro. No entanto, por causa da sequência negativa nos últimos jogos, um novo tropeço nesta quarta-feira deve resultar em mudança na comissão técnica.

Ciente de que está pressionado, Diniz deve promover mudanças na equipe titular. Uma pelo menos é certa: o atacante Luciano está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Brenner surge como o favorito para ocupar a vaga, mas Tréllez e Vitor Bueno aparecem como opção.

O sistema defensivo também deve sofrer alterações. Embora tenha elogiado o setor, mesmo com gols sofridos nos últimos dez jogos, Bruno Alves pode reassumir a titularidade. O volante Luan é outro que pode ganhar chance na equipe.

Diniz sabe que a resposta precisa ser imediata. Ele tem convivido com protesto de torcedores e na segunda-feira se reuniu com a diretoria e foi cobrado pelos resultados.

 

SÃO PAULO

Tiago Volpi; Igor Vinícius, Diego Costa, Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves, Gabriel Sara e Igor Gomes; Pablo e Brenner. Técnico: Fernando Diniz.

ATLÉTICO-GO

Maurício Kozlinski; Dudu, Éder, Oliveira (Gilvan) e Nicolas; Willian Maranhão, Marlon Freitas e Chico; Janderson, Gustavo Ferrareis e Hyuri. Técnico: Vagner Mancini.

  • Árbitro: Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES).
  • Local: estádio do Morumbi, em São Paulo, nesta quarta-feira, 7,às 20h30, com transmissão pelo Pay-per-view.