Técnico rio-pretense Luiz Carlos Ferreira é sepultado em Leme

REI DO ACESSO

Técnico rio-pretense Luiz Carlos Ferreira é sepultado em Leme

Ferreião começou a carreira no América em 1989, também dirigiu o time em 1997, e em 2017 comandou o Rio Preto por dois jogos na Série A-2, após frustante contratação em 2015


Luiz Carlos Ferreira será sepultado nesta segunda em Leme
Luiz Carlos Ferreira será sepultado nesta segunda em Leme - Facebook Rio Preto

Conhecido como 'Rei do acesso' no Interior de São Paulo, o técnico rio-pretense Luiz Carlos Ferreira, 68 anos, morreu na noite do último domingo, 13, em Leme, em razão de câncer na cabeça. Ferreirão vinha lutando contra a doença e passou por uma cirurgia há dois anos. Seu sepultamento será na tarde desta segunda-feira, em Leme.

A carreira de técnico do ex-jogador de futsal começou em Rio Preto no final dos anos 1980, pelo América, clube que dirigiu também em 1997, mas sem grande destaque. Em outubro de 2015, chegou a ser anunciado como técnico do Rio Preto para Série A-3 de 2016, embalado pelos acessos recentes com Matonense (2013 da Quarta Divisão para o A-3) e Juventus (2012 do A-3 para o A-2). Porém, foi desligado cinco dias depois por divergências com a direção do clube.

Voltou ao Riopretão no Paulista A-2 de 2017, com a missão de salvar o time da degola, mas fez apenas dois jogos com derrotas para Portuguesa (2 a 1) e Água Santa (4 a 0). Ferreira chegou a processar o clube pedindo uma multa de R$ 200 mil, mas a Justiça mandou o clube pagar apenas os dias trabalhados.

Ferreira passou por cerca de 40 clubes em sua carreira, obtendo inúmeros acessos nas divisões intermediárias.