Jô marca nos acréscimos e Timão empata

CONTRA O BOTAFOGO

Jô marca nos acréscimos e Timão empata

Resultado aumenta pressão em Tiago Nunes para duelo contra o Palmeiras


Jô comemora gol de empate no final do duelo na Arena Neo Química
Jô comemora gol de empate no final do duelo na Arena Neo Química - Danilo Fernandes/Estadão Conteúdo

Corinthians e Botafogo empataram por 2 a 2 no primeiro jogo do estádio em Itaquera batizado de Neo Química Arena. A partida contou com pênalti polêmico, falha de Cássio, primeiro gol de Kalou e Jô salvador aos 47 do segundo tempo. O resultado fez as equipes permanecerem mais perto da zona de rebaixamento do que do G-4 do Brasileirão. O Corinthians não consegue embalar uma boa sequência no campeonato, enquanto o Botafogo chegou a quatro jogos sem vitória, com três empates e uma derrota.

Com o empate, o Corinthians chegou aos nove pontos e é o nono colocado. Na próxima rodada do Brasileirão, o time recebe o Palmeiras na Neo Química Arena. Já o Botafogo sai do Z-4 e sobe para a 13ª posição, com oito pontos, ainda esperando os outros resultados da rodada. O próximo jogo da equipe na competição é contra o Athletico, na Arena da Baixada.

O jogo deste sábado, 5, começou aberto e o Corinthians não demorou para abrir o placar. Após pênalti polêmico sofrido por Gustavo Mosquito, que se enroscou com Benevenuto, Fagner foi para cobrança e marcou seu primeiro gol na temporada. "Primeiro feliz pelo gol. Ultimamente não estava fazendo com frequência. Agora é ter um pouco mais de tranquilidade. Eles estão marcando bem. Agora é ter mais tranquilidade para sermos efetivo lá na frente", disse Fagner na saída do intervalo.

O Botafogo não se abalou e buscou o empate dez minutos depois, quando Bruno Nazário cobrou falta e contou com a falha de Cássio. "Na falta antes eu tinha batido e alguém quase empurrou para o gol. Depois eu vi que ele estava mais pela esquerda e eu fui feliz para fazer o gol. Fomos melhores no jogo, é manter a pegada que eu tenho certeza que vamos fazer o gol e sair com a vitória", disse Nazário.

O Corinthians voltou a ter dificuldades na criação das jogadas. O técnico Tiago Nunes não teve à disposição Luan, que sentiu um desconforto muscular na coxa direita. Com Araos, Ramiro e Gustavo Mosquito atrás de Jô, a equipe ficou encaixotada na marcação do Botafogo, que tinha sempre mais jogadores no meio-campo. O time carioca, inclusive, era até mais perigoso nas vezes que chegava com velocidade ao ataque.

Para o segundo tempo, Tiago Nunes apostou na entrada de Otero no lugar de Cantillo, deixando a equipe mais ofensiva. O cenário, porém, continuou igual: o Corinthians não encontrava alternativas e era previsível, enquanto o Botafogo assustava sempre com jogadas rápidas e verticais.

A partir da entrada de Mateus Vital, o Corinthians passou a se movimentar e, consequentemente, criar mais. Jô chegou a acertar a trave após ganhar disputa dentro da área. Otero também levou perigo em cobrança de muito longe. Léo Natel entrou depois para dar novo gás ao ataque. Do lado do Botafogo, Rhuan entrou e foi decisivo. Ele fez boa jogada pela esquerda, tocou para o meio e Kalou, desequilibrado, marcou seu primeiro gol pelo Botafogo.

O Corinthians até reagiu rapidamente e balançou a rede com Otero, mas o árbitro Rafael Traci olhou o lance no vídeo e marcou corretamente falta de Jô em Benevenuto no meio da área. Já nos acréscimos, aos 47, Léo Natel cruzou rasteiro e Jô apareceu para empatar, 2 a 2.

Após a partida deste sábado, o Timão entra em campo na próxima quinta-feira, dia 10. Também pelo Brasileirão, o Alvinegro terá o Derby contra o Palmeiras, válido pela nona rodada do torneio. O jogo será às 19h15, na Neo Química Arena.

 

CORINTHIANS - 2

Cássio; Fagner, Gil, Danilo Avelar e Lucas Piton; Camacho, Cantillo e Araos (Mateus Vital); Ramiro (Boselli), Gustavo Mosquito (Léo Natel) e Jô. Técnico: Tiago Nunes.

BOTAFOGO - 2

Gatito Fernández; Kevin, Benevenuto, Kanu e Guilherme Santos; Rafael Forster, Caio Alexandre (David Sousa) e Honda; Bruno Nazário (Rhuan), Kalou e Matheus Babi (Matheus Nascimento) Técnico: Paulo Autuori.

Gols: Fagner (pênalti) aos 11 e Bruno Nazário aos 21 minutos do 1º tempo; Kalou aos 29 e Jô aos 47 minutos do 2º tempo.

Árbitro: Rafael Traci (SC).

Local: Neo Química Arena, em São Paulo, nesta sábado, 5, sem a presença de público em razão da pandemia do novo coronavírus.