Torcida do Palmeiras depreda portão da sede

Após derrota no clássico

Torcida do Palmeiras depreda portão da sede


Um grupo de torcedores do Palmeiras depredou a sede do clube na madrugada desta quinta-feira, 23, depois da derrota por 1 a 0 para o Corinthians no clássico disputado pelo Campeonato Paulista, em Itaquera. Imagens mostram que na entrada principal, na rua Palestra Itália, houve ataque ao portão, arremesso de garrafas e até a quebra de equipamentos que ficam no local, como monitores de televisão.

A ação dos torcedores durou poucos minutos e foi por volta da meia-noite. Nenhum funcionário do clube ficou ferido. Alguns dos membros do grupo que atacou a sede chegaram a entrar na sede após forçar a abertura do portão, mas logo depois fugiram.

A segunda derrota no ano marcou o retorno do time ao calendário após quatro meses de paralisação. Apesar do revés diante do rival, o Palmeiras terminou a rodada com a classificação garantida às quartas de final do Paulistão. Resta agora somente definir a posição no grupo. O time do Santo André é o líder com um ponto a mais (20 a 19). A equipe do ABC empatou por 1 a 1 contra o Santos, na Vila Belmiro, nesta quarta-feira.

No clássico, o Palmeiras perdeu por 1 a 0 com um gol do zagueiro Gil, marcado no primeiro tempo. Na próxima rodada, a equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo recebe o Água Santa, no estádio Allianz Parque. O concorrente ao primeiro lugar da chave, o Santo André, joga no Canindé diante do Ituano. Os jogos começarão às 16 horas deste domingo.

Boletim de Ocorrência

A diretoria do Palmeiras informou que fará um boletim de ocorrência e entregará as imagens das câmeras de segurança do Allianz Parque à polícia para tentar identificar os envolvidos nos atos de vandalismo na madrugada desta quinta-feira.

"Vamos fazer um boletim de ocorrência e entregar as imagens das câmeras de segurança para a polícia. Em caso de identificação, se os envolvidos forem sócios Avanti, serão excluídos e se forem associados do clube serão encaminhados à sindicância para o devido processo administrativo interno. Além disso, o clube irá responsabilizá-los civil e criminalmente pelos danos ocorridos ao seu patrimônio", informou o clube, em nota publicada nesta quinta.