Santos e Santo André empatam em jogo fraco

Garantidos nas quartas

Santos e Santo André empatam em jogo fraco


Os quatro meses de afastamento dos gramados por causa da pandemia do novo coronavírus foram sentidos por Santos e Santo André. Em um jogo muito fraco tecnicamente, as equipes empataram por 1 a 1, nesta quarta-feira, 22, na Vila Belmiro, em duelo válido pela 11ª rodada da fase classificatória do Campeonato Paulista.

Garantido nas quartas de final, o Santos chegou aos 16 pontos e lidera com folga o Grupo A, enquanto o Santo André foi a 20 pontos no Grupo B e também se garantiu na próxima fase, beneficiado pela derrota do Novorizontino para a Ponte Preta.

O Santos começou melhor na partida. Com o atacante Soteldo bastante acionado, o time do técnico Jesualdo Ferreira pareceu que iria encontrar o caminho da vitória com facilidade.

Ofensivo, o time santista chegou a se aproximar da área da equipe do ABC com até cinco jogadores e conseguiu criar boas oportunidades, não aproveitadas por Arthur Gomes, que teria sido vaiado, caso houvesse público na Vila Belmiro.

O Santo André demorou para chegar na área de Vladimir, mas quando chegou foi mortal. Aos 18 minutos, Ricardo Cruz cobrou escanteio da direita, Willian Goiano subiu muito alto e cabeceou na trave direita. Rodrigo aproveitou o vacilo da zaga santista e só empurrou a bola para abrir o placar.

O Santos sentiu o golpe e demorou um pouco para se recuperar na partida. O esforço de Soteldo sofria com o contraste das falhas de Arthur Gomes. A situação ficou pior aos 42 minutos, quando o Carlos Sánchez foi expulso.

Mas uma falha do atacante Ramon na intermediária do Santo André permitiu o empate santista. Luan Peres roubou a bola, que sobrou para Soteldo. O venezuelano, o melhor em campo do time da casa, passou pela marcação de dois zagueiros e fez justiça ao placar.

No fim, o Santos mostrou cansaço e o Santo André poderia ter levado perigo, mas preferiu algumas vezes se livrar da bola, com chutes sem pontaria de longa distância.