Novorizontino duela com a Ponte Preta nesta quarta

DIA DE BOLA ROLANDO

Novorizontino duela com a Ponte Preta nesta quarta

Ainda invicto no Estadual, Tigre tenta dar mais um passo rumo à classificação


Goleiro Oliveira é um dos remanescentes do elenco que 
iniciou o Paulistão
Goleiro Oliveira é um dos remanescentes do elenco que iniciou o Paulistão - Novorizontino/Divulgação

Único invicto e com a melhor defesa do Paulistão até sua paralisação devido ao novo coronavírus, o Grêmio Novorizontino encara a Ponte Preta nesta quarta-feira, 22, às 19h15, na Arena Barueri, tentando manter o antigo aproveitamento e até ir além, buscando uma vitória para tornar palpável a chance de classificação às quartas de final. Foram três vitórias, sete empates e apenas quatro gols sofridos na competição, mesmo feito do Palmeiras, concorrente pela vaga no Grupo B - são 16 pontos do Tigre, contra 19 do Verdão e do Santo André.

Do outro lado, o time de Roberto Fonseca vai encarar uma Ponte Preta desesperada pela vitória. A Macaca de Campinas parou no torneio com apenas sete pontos no Grupo A - duas vitórias, um empate e sete derrotas -, sendo a pior equipe do torneio. Se não vencer, pode ser rebaixada já ao final dessa rodada. "Acredito que teremos sim um jogo nervoso, muito disputado, a Ponte tem de buscar o resultado, como nós também. Paulistão sempre tem grandes jogos, pelos objetivos. Estamos na penúltima rodada e todas as equipes brigando por alguma coisa", disse o técnico Roberto Fonseca.

Apesar de sofrer baixas, o time de Novo Horizonte conseguiu manter boa base de sua equipe titular, começando pelo goleiro Oliveira, os zagueiros Bruno Aguiar e Edson Silva, além do experiente lateral-esquerdo Paulinho. O meio-campo também conta com seus dois marcadores ferrenhos, Adilson Goiano e Léo Baiano, além do experiente Pereira e Danielzinho. Na frente, remanescem Cléo Silva. Léo Tocantins e Guilherme Queiroz.

O que pode gerar problemas não só para o Tigre, mas para a rival Ponte Preta, é a falta de ritmo de jogo. Sem poder realizar amistosos ou jogos treinos, os times ficaram três meses sem treinar e pouco mais de quatro meses sem um jogo oficial. "Temos um parâmetro [do nível de rendimento], mas para uma partida de 90 minutos, depois três, quatro meses parados, é sempre uma incógnita. A gente espera que os jogadores estejam mentalmente fortes, concentrados para fazerem uma grande partida", emendou Fonseca.

Nessa reestruturação de time, Fonseca não sabe se terá um time com o mesmo perfil do utilizado na primeira parte - marcação forte e transição rápida para o ataque. O time terá retorno de jogadores que estavam lesionados na parada do estadual, casos do zagueiro Edson Silva e do meia Elvinho. "Tivemos a volta de jogadores que passaram a competição contundidos, vão estar inseridos nesse contexto equipe. Temos objetivos distintos na competição, espero que os jogadores estejam mentalmente fortes, focados na conquista desses objetivos. Ainda está em aberto a classificação, vai ter um percentual muito grande definição nessa penúltima rodada e quem sabe na última a gente possa estar definindo essa vaga", finalizou Fonseca.

O lateral Paulinho havia tomado três cartões amarelos até a paralisação e com isso desfalca o time. Reverson deve ser o substituto entre os 11 que iniciam a partida. Fonseca faz segredo, diz ter 80% do time definido, mas só revelará a escalação uma hora antes da bola rolar.

O Tigre permanecerá em São Paulo após o duelo desta noite, em Barueri, para no domingo encara o Santos, como mandante, na Arena Corinthians, já que a região de Rio Preto e cidade de Novo Horizonte estão na fase laranja do Plano São Paulo de enfrentamento à Covid, e por isso não podem receber jogos.

Na Ponte, 32 jogadores foram inscritos para retomada, mas o principal deles, o atacante Osman, revelado nas categorias de base do Santos, passou por cirurgia no joelho, não joga desde setembro de 2019 e não terá condições de estrear. João Brigatti também não terá o zagueiro Cleber Reis, com desconforto muscular, além do zagueiro Alisson e do experiente atacante Roger, ambos expulsos no último jogo antes da paralisação, no dérbi contra o Guarani.

Ficha técnica

PONTE PRETA

Ivan; Apodi, Wellington Carvalho, Henrique Trevisan e Guilherme Lazaroni; Dawhan, Jefferson, Vinicius Zanocelo e João Paulo; Bruno Rodrigues e Alisson Safira. Técnico: João Brigathi.

NOVORIZONTINO

Oliveira; Felipe Rodrigues (Willean Lepo), Bruno Aguiar, Edson Silva (Adriano) e Reverson; Adilson Goiano, Léo Baiano e Danielzinho (Pereira); Cléo Silva, Elvinho e Guilherme Queiroz (Léo Tocantins).
Técnico: Roberto Fonseca.

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza.

Local: Arena Barueri, em Barueri, nesta quarta-feira, 22, às 19h15, com transmissão pela SporTV.