Deyverson não deve permanecer no Getafe

Fora de jogo

Deyverson não deve permanecer no Getafe


O atacante Deyverson não vai mais jogar pelo Getafe, clube espanhol que o contratou por empréstimo em janeiro passado, junto ao Palmeiras. Nesta segunda-feira, 22, o brasileiro ficou fora da lista de relacionados para o duelo contra o Valladolid, nesta terça, pelo Espanhol, em um indício de que sua trajetória no clube chegou ao fim. Com seu contrato próximo de se encerrar, o time de Madri tomou a decisão de liberá-lo.

A diretoria do Getafe alegou dificuldades decorrentes da crise financeira causada pela pandemia do novo coronavírus, que paralisou as competições por cerca de três meses, e colocou um fim às negociações. Segundo o Palmeiras, a situação de Deyverson poderá ser definida ainda ao longo desta semana. O contrato de empréstimo vence dia 30.

Pelo acordo de empréstimo firmado com o Palmeiras, o Getafe só teria a obrigação de ficar com Deyverson em definitivo caso ele marcasse nove gols e disputasse mais de 50% de jogos, metas que foram prejudicadas pela paralisação do futebol - fez apenas um, pela Liga Europa, em sete partidas. Neste caso, o clube espanhol precisaria comprar em definitivo os 70% dos direitos econômicos que pertencem ao Verdão pelo valor de 6 milhões de euros (cerca de R$ 35 milhões).

Deyverson tem contrato até junho de 2022 com o Palmeiras. Em 2017, com aporte da Crefisa, o Palmeiras pagou ao Levante, também da Espanha, 5 milhões de euros (R$ 19 milhões). Nas redes sociais, a torcida não se animou com a possibilidade de ter Deyverson no elenco novamente.