Jogadores do Mirassol fazem exames para retomada de treinos

PAULISTÃO

Jogadores do Mirassol fazem exames para retomada de treinos

Mirassol prevê novas avaliações físicas do elenco entre os dias 22 e 27


Treinador do Mirassol, Ricardo Catalá, faz teste para Covid-19 em clínica
Treinador do Mirassol, Ricardo Catalá, faz teste para Covid-19 em clínica - Divulgação/ Mirassol FC

O Mirassol realizou nesta sexta-feira, 19, a primeira bateria de exames de Covid-19 no elenco do clube e se prepara para fazer a avaliação física dos 20 atletas a partir deste sábado, 20. O objetivo é retomar as atividades a partir de 1º de julho. Jogadores e membros da comissão técnica foram testados em um laboratório da cidade, e todos testaram negativos para a doença.

Após o resultado dos exames nesta sexta, o grupo inicia os testes ergométricos, mas a situação dos atletas ainda é desconhecida. "Os atletas mantiveram a forma neste período, mas a gente só vai ser capaz de responder essa questão com precisão na próxima semana", disse o treinador Ricardo Catalá. O Calendário estabelecido pelo Leão ainda prevê, entre os dias 22 e 27, feitas novas avaliações físicas do elenco. Nos dias 29 e 30 os jogadores passarão por uma nova testagem de Covid-19 para, então, retomar os treinos seguindo os protocolos da FPF no dia 1º.

"O Mirassol está se adiantando e buscando já começar com os testes para que, assim que obtivermos a liberação, podermos concentrar todo o grupo no CT e começar a preparação", afirmou o presidente do Leão, Edson Ermenegildo. Os trabalhos devem ser reiniciados com portas fechadas, ou seja, somente os jogadores, treinadores e médicos poderão entrar no centro de treinamento.

Os testes rápidos foram realizados em fase inicial e são parte de uma programação realizada pelo clube, que respeita a determinação do Governo do Estado de São Paulo em plano feito em parceria com a Federação Paulista de Futebol (FPF).

O Mirassol conta com 13 jogadores ainda sob contrato e outros 11 estão apalavrados para retornar a equipe e cumprir, pelo menos, os dois jogos finais da fase de classificação do Campeonato Paulista: contra o Água Santa fora de casa e a Ponte Preta no José Maria de Campos Maia. O Leão precisa de apenas dois pontos para se classificar para as quartas de final. "É construir algo do zero, praticamente. Tivemos uma pequena base que permaneceu. Isso acaba fazendo com que você tenha que se reinventar. É uma situação muito peculiar", explicou Catalá.

Readaptação

A FPF, em nota, divulgou uma alteração no protocolo de retomada das atividades dos clubes. O documento trata da necessidade do processo de readaptação física dos profissionais para que a retomada dos treinamentos seja segura, "uma vez que, devido à pandemia, os atletas foram obrigados a paralisar suas atividades por mais de 90 dias, um inédito e danoso período, especialmente para quem depende de sua condição física para exercer seu trabalho", diz o texto.

O protocolo costurado com o Governo de São Paulo já previa a testagem de todos os profissionais sobre a COVID-19, além da higienização de todos os ambientes a serem utilizados, inclusive, com obrigatório uso de EPI's.