Sem demissões no setor

Sem demissões no setor


A pesquisa da Apeti mostra ainda que 51,9% dos entrevistados, assim como Rogério Martins, não precisaram demitir funcionários de suas equipes. Segundo Marcelo Lorecin, entre 60% e 70% dos custos numa empresa de TI são com funcionários, entretanto, essa que seria a mais rápida alternativa para diminuir os gastos é a pior dentre elas, já que pode trazer resultados negativos a médio e longo prazos. "Esse é o capital intelectual da empresa. Se ela demitir, vai perder a inteligência do negócio, a principal força na hora da retomada de mercado", afirmou Lorencin.

Em relação à adesão ao trabalho remoto, 85,2% dos participantes da pesquisa afirmaram estar com a totalidade da equipe nessas condições. Cerca de 40% apontam que a medida, além da possibilidade de manter a empresa operando mesmo em meio à pandemia, trará redução de custo entre 10 e 20%.

Por esse motivo, há empresas do setor que têm estudado a ideia de manter esse formato de trabalho mesmo após a crise. "As empresas associadas à Apeti acreditam que, no chamado novo normal, haverá uma mescla do trabalho in office e home office, assim como uma mescla de atividades em vários negócios", destaca Lorencin.

Entre as medidas adotadas pelas empresas de tecnologia para uma boa adaptação da equipe ao trabalho em home office, estão o empréstimo de móveis e utensílios para os colaboradores, a participação em grupo de estudos sobre trabalho remoto promovido pela Apeti e o atendimento do RH aos trabalhadores, via chamada de vídeo, para discutir medos e anseios. (LM)