Confira o preço do botijão de gás em revendores de Rio Preto

ECONOMIZE

Confira o preço do botijão de gás em revendores de Rio Preto

O maior valor encontrado do produto, tanto para entrega como para a retirada na portaria do local foi de R$ 78


Gilmar da Silva: ao cozinhar, aproveita para congelar uma parte
Gilmar da Silva: ao cozinhar, aproveita para congelar uma parte - Divulgação

Com a proibição do oferecimento de refeições nos restaurantes, muita gente ainda de home office e crianças em casa por conta da suspensão das aulas aumentou muito o uso do gás de cozinha durante a quarentena imposta pelo coronavírus. Antes da pandemia, trabalhadores optavam por almoçar fora ou faziam o jantar em maior quantidade para levar de marmita no outro dia. Agora, isso mudou e a alimentação, na maioria das vezes, é feita em casa. O resultado é o aumento nesta despesa.

Este é o caso da advogada Paula Lorrane Rodrigues, que antes da pandemia almoçava fora de casa e usava o fogão apenas para fazer o jantar para ela e o marido. "Agora estou fazendo almoço de segunda a sábado. Jantar, faço de segunda a sexta. Meu botijão já está leve e a chama do fogão está clareando e manchando as panelas, então logo terei que trocar".

O recepcionista Gilmar Pereira da Silva diz que o botijão de gás durava de 70 a 90 dias e agora o consumo do produto está quase mensal. Na casa dele são seis pessoas (a mulher, os três filhos e a sogra). "Nossa rotina mudou: preparamos o café da manhã, almoço e o jantar em casa, fora as outras coisas que fazemos durante o dia por estar só dentro de casa".

Silva afirma que agora passou a adotar algumas medidas para economizar no consumo do botijão de gás e que sempre faz pesquisas antes de comprar. "No almoço fazemos alguns alimentos a mais para congelar ou quando sobra almoço esquentamos para o jantar".

A consultora financeira Juliana Batista afirma que apesar de ter pouca variação entre os locais é importante pesquisar. "Pode optar em fazer a comida em grande quantidade para que no dia seguinte só esquente. Fazer alguns alimentos no micro-ondas e forno elétrico também são opções para economizar no consumo de gás".

Pesquisa

O Diário cotou o preço do botijão de 13 quilos de gás liquefeito de petróleo (GLP) - o gás de cozinha - em 30 revendedores de Rio Preto. O maior valor encontrado do produto, tanto para entrega como para a retirada na portaria do local foi de R$ 78. O menor valor do botijão encontrado é de R$ 70 para entrega e R$ 60 para retirada.

 Clique aqui para ver a pesquisa completa