Imóvel valerá como garantia em empréstimo

CAIXA FEDERAL

Imóvel valerá como garantia em empréstimo

Caixa também anunciou linha de financiamento de lote urbanizado


Home equity: operação de crédito com imóvel como garantia
Home equity: operação de crédito com imóvel como garantia - Freepik/Banco de imagens

A Caixa divulgou nesta quinta-feira, 30, a revitalização da operação de crédito para pessoas físicas, sem destinação específica, com imóvel em garantia, chamada de home equity. A modalidade Real Fácil Caixa tem como principal vantagem a taxa de juros reduzida em comparação a outras modalidades de crédito pessoal.

Ao contratar o Real Fácil, o cliente poderá optar pela forma de atualização do empréstimo, que poderá ser pela TR, IPCA ou Taxa Fixa. Podem ser oferecidos como garantia imóveis residenciais ou comerciais. Nesta primeira fase de relançamento da linha de crédito, o imóvel utilizado como garantia deve ser sem ônus, ou seja, não se encaixa na nova proposta regularizada recentemente em que um mesmo imóvel pode dar garantia a um novo empréstimo dentro da mesma instituição.

O sistema de amortização também fica a critério do cliente, que pode escolher entre Sistema de Amortização Constante - SAC ou Sistema Francês de Amortização (Price). As novas condições e taxas de juros valem para novos contratos e estarão vigentes a partir da próxima segunda-feira, 3.

A contratação poderá ser feita nas Agências da Caixa e nos correspondentes Caixa Aqui. O cliente pode realizar simulações pelo site www.caixa.gov.br, onde é possível comparar os juros e condições para o empréstimo, que variam de acordo com o relacionamento do cliente com o banco e com as características escolhidas para a operação.

Atualmente, a Caixa responde por pouco mais de 30%, ou R$ 3,5 bilhões, do volume desse tipo de crédito concedido em todo o mercado, de R$ 11 bilhões.

De acordo com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, "é uma excelente oportunidade para as famílias realizarem investimentos ou readequarem seu endividamento de curto prazo, que possui juros mais altos".

Segunda fase

Recentemente, o Banco Central anunciou novas regras que permitem ao cliente contratar operação de crédito oferecendo como garantia imóvel que já esteja alienado fiduciariamente a uma operação de crédito junto à instituição financeira, por meio de compartilhamento.

A Caixa informou que lançará, na segunda fase do Real Fácil, condições que contemplarão a aceitação de imóvel com ônus como garantia de novas operações, de acordo com as novas regras anunciadas pelo regulador.

Financiamento de lote

Também nesta quinta, 30, a Caixa informou que volta a disponibilizar aos clientes a linha de financiamento de lote urbanizado e a oferta de taxas de juros diferenciadas para modalidades de construção individual. Ambas as modalidades, com funding SBPE e reajuste pela Taxa Referencial (TR), estarão disponíveis para contratação a partir de segunda-feira, 3.

Segundo Pedro Guimarães, as medidas de isolamento social decorrentes da pandemia despertaram nas famílias o interesse por novas formas de habitação, com aumento da procura por moradias horizontais: casa com quintal, espaço, proximidade com a natureza, sem aglomerações ou elevadores. "Com a retomada dessas modalidades de crédito, os clientes da Caixa poderão concretizar projetos e realizar o sonho de construir sua casa. Mais uma vez, o Banco da Habitação oferece soluções para atender às diversas necessidades dos cidadãos", comenta.

Para a modalidade de financiamento de lote urbanizado, poderão ser financiados valores entre R$ 50 mil e R$ 1,5 milhão, com taxa de juros efetiva de até TR 8,50%.a.a, quota de financiamento de até 70% sobre o valor de avaliação do terreno e prazo de até 240 meses para pagamento da dívida.

Nas modalidades "Aquisição de Terreno e Construção" e "Construção em Terreno Próprio", a Caixa passará a ofertar também taxas de juros customizadas que podem chegar a TR 6,50% a.a. (taxa efetiva).