-

A antecipação dos feriados de Corpus Christi e da Consciência Negra para os próximos dias 20 e 21 de maio, na capital, além de um ponto facultativo no dia 22, desestabilizaram o mercado brasileiro nesta terça-feira, 19. A Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, cedeu 0,56%, aos 80.742,35 pontos. A incerteza da medida também se refletiu no dólar, que fechou com alta de 0,63%, a R$ 5,7564.

A decisão foi aprovada pelo prefeito de São Paulo, Bruno Covas, como medida para aumentar a taxa de isolamento social e conseguir diminuir o aumento de novos casos do novo coronavírus. Foi apenas no final da tarde, que a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informou que instituições financeiras vão funcionar nos feriados do dia 20 e 21. A B3 também abrirá nesses dias.

A medida ajudou a desestabilizar o Ibovespa, principal índice do mercado de ações brasileiro, após abrir aos 81.196,69 pontos. Ná máxima do dia, por volta das 13h a B3 conseguiu subir rapidamente aos 82.174,55 pontos, com o anúncio do Banco Central de que os bancos vão manter o feriado de Corpus Christi em 11 de junho.

Assim como a Bolsa, o dólar também foi pressionado. Na máxima do dia, também pressionada pela instabilidade das Bolsas de Nova York, a moeda chegou a R$ 5,7644 e depois arrefeceu, fechando a R$ 5,7564.