SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 14 DE AGOSTO DE 2022
COLUNA DO DIÁRIO

Paulo Emílio põe deputado no palco do Country Bulls, cita emenda para HB e adversários reagem

Os reclamantes argumentam que também trouxeram recursos para o hospital, muitos com valores muito acima do que foi dado pelo emedebista, sem que recebessem o mesmo "crédito" em evento de tamanha envergadura

Maria Elena Covre e Vinícius Marques
Publicado em 14/07/2022 às 22:45Atualizado em 15/07/2022 às 11:45
Itamar Borges (MDB), o segundo da direita para a esquerda, e o organizador do evento, Paulo Emílio, de chapéu ao centro (Divulgação/Hospital de Base)

Itamar Borges (MDB), o segundo da direita para a esquerda, e o organizador do evento, Paulo Emílio, de chapéu ao centro (Divulgação/Hospital de Base)

A presença do deputado estadual e candidato à reeleição Itamar Borges (MDB) no palco do Rio Preto Country Bulls na abertura do evento, nesta quarta-feira, 13, vem provocando barulho. E tem tudo para acabar na Justiça Eleitoral por, supostamente, configurar propaganda eleitoral irregular, como ameaçam adversários do emedebista.

Ao falar da ação solidária com destinação de recursos ao Hospital de Base de Rio Preto, o empresário Paulo Emílio chamou para os holofotes representantes do HB e, no pacote, também o político.

Durante a falação, o empresário citou emenda parlamentar de R$ 500 mil de Itamar ao hospital. A deferência ao emedebista provocou reação por parte de outros deputados federais e estaduais que disputam a reeleição e que também contribuíram com o HB nos últimos anos. Daí que o primeiro desgaste bateu na porta da instituição, que vive passando o chapéu nos corredores do Congresso Nacional e da Assembleia Legislativa atrás de recursos.

Os reclamantes argumentam que também trouxeram recursos para o hospital, muitos com valores muito acima do que foi dado pelo emedebista, sem que recebessem o mesmo “crédito” em evento de tamanha envergadura.

Questionada pela Coluna, a médica Amália Tieco, diretora-executiva do HB, que estava no palco, disse que a iniciativa foi da organização do Country Bulls. “Éramos convidados apenas.”

A assessoria de imprensa de Paulo Emílio afirmou que o evento está de porta aberta a outros políticos e que todos que comparecerem serão prestigiados. E que só foi citada a contribuição de Itamar porque ele era o único presente no evento na noite solidária.

NOTAS

Regra

Ciumeira política à parte, há quem veja no uso político do evento desrespeito às regras eleitorais, que passaram a valer no último dia 2 deste mês, proibindo, por exemplo, participação de candidatos em palcos de festas do peão e anúncios de recursos públicos.

Outro lado

A assessoria de imprensa do deputado afirmou que o político, apesar de pré-candidato a reeleição, “continua exercendo seu mandato perante a Assembleia Legislativa, sendo permitido pela legislação a continuidade da divulgação de seus atos parlamentares”.

Entre ‘amigos’

A camaradagem de Paulo Emílio com Itamar, aliás, foi antecipada pelo próprio emedebista poucas horas antes do evento, em entrevista a jornalistas. O emedebista disse que o empresário abriu um espaço para ele no Rio Preto Country Bulls e que falaria de sua contribuição ao hospital.

Portfólio 1

O relatório final do inquérito da Polícia Civil, que diz não ver indícios de rachadinha contra a vereadora Cláudia de Giuli (MDB), é mais uma “vitória” para o portfólio do advogado Edlênio Barreto, que virou o queridinho de políticos encrencados em Rio Preto e região.

Portfólio 2

Edlênio começou a angariar fama junto a esta clientela depois de livrar Fábio Marcondes (PL) das acusações de compra de votos em 2016. Em 2019, Paulo Pauléra (PP) também lançou mão, com sucesso, dos préstimos dele em ação movida pelo Ministério Público que ficou conhecida como Caso Vitrine. Outro abacaxi que o advogado descasca é a acusação de homofobia e racismo contra Anderson Branco, ainda em trâmite na Justiça.

PEC 1

André Cabello, presidente do Sindicato dos Taxistas de Rio Preto, que reúne 240 profissionais, está com o discurso na ponta da língua para defender a PEC que turbina auxílios sociais às vésperas de eleição. Depois de passar pelo Senado, a Proposta de Emenda Constitucional foi aprovada nesta quarta, 13, na Câmara e já deve chegar ao bolso da categoria neste mês.

PEC 2

“Há muito existe auxílio-gravata, auxílio-moradia, auxílio-viagem para deputado e senador. Então, é justo ajudar uma classe tão prejudicada na pandemia, e com o aumento do combustível, como a dos taxistas. E a dos caminhoneiros. Vai reverter em apoio político ao presidente Jair Bolsonaro e seus aliados? É um ponto positivo, sim. Vai ajudar a pender para o lado dele (presidente), sim”, responde Cabello.

Sim

Como a Coluna já havia adiantado, os quatro deputados federais da região — Eleuses Paiva (PSD), Geninho Zuliani (União Brasil), Fausto Pinato (PP) e Luiz Carlos Motta (PL) — votaram a favor da PEC.

Paulo Emílio (Johnny Torres 16/7/2018)

O PLEITO DO SAMBA

Presidentes de escolas de samba de Rio Preto estão entusiasmados com a derrubada do veto presidencial às leis Paulo Gustavo e Aldir Blanc, que destinam recursos para estados e municípios fomentarem a área cultural de forma a reduzir os impactos sofridos pela pandemia. A expectativa deles, agora, é que o Carnaval de rua de Rio Preto, mais especificamente os desfiles das escolas de samba, volte para o guarda-chuva da Secretaria de Cultura e possam, assim, usufruir também dos repasses que a cidade receberá, como outras manifestações culturais. Desde que o cortejo carnavalesco passou para a gestão da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Negócios de Turismo, sob condição de que seria viabilizado apenas mediante patrocínio privado, nunca mais ocorreu na cidade. Nesta quarta, 13, o vereador-delegado Renato Pupo (PSDB) levou o pedido dos dirigentes do samba ao prefeito Edinho Araújo (MDB), na foto ao lado. O emedebista teria prometido uma reunião na próxima semana com Pedro Ganga, titular da Cultura, para tratar do tema. 

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por