SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUARTA-FEIRA, 06 DE JULHO DE 2022
COLUNA DO DIÁRIO

Mutirão de cirurgias eletivas empolga direção de hospitais ao pagar o dobro da tabela SUS

As instituições interessadas em firmar convênio terão de se manifestar até esta segunda-feria, dia 6

Maria Elena Covre com Vinícius Marques
Publicado em 04/06/2022 às 20:27Atualizado em 04/06/2022 às 23:16
No Estado, a fila hoje é de mais de 538,1 mil solicitações cadastradas (Freepik/Banco de Imagens)

No Estado, a fila hoje é de mais de 538,1 mil solicitações cadastradas (Freepik/Banco de Imagens)

Seção exclusiva para assinantes. Assine para ter acesso ilimitado.

Já sou cadastrado.

Quero ter acesso ilimitado.

COLUNA DO DIÁRIO

Mutirão de cirurgias eletivas empolga direção de hospitais ao pagar o dobro da tabela SUS

As instituições interessadas em firmar convênio terão de se manifestar até esta segunda-feria, dia 6

Maria Elena Covre com Vinícius Marques
Publicado em 04/06/2022 às 20:27Atualizado em 04/06/2022 às 23:16

No Estado, a fila hoje é de mais de 538,1 mil solicitações cadastradas (Freepik/Banco de Imagens)

Em Rio Preto neste sábado, 4, para detalhar o mutirão que prevê 50 mil cirurgias eletivas em São Paulo, Eduardo Ribeiro Adriano, secretário-executivo da secretaria estadual de Saúde, deixou o pessoal dos hospitais locais eufórico.

Segundo Adriano, o governo do Estado vai pagar o dobro da tabela SUS para quem aderir ao programa e a oferta vale para hospitais estaduais, filantrópicos e também particulares.

O valor que o governador Rodrigo Garcia (PSDB), pré-candidato à reeleição, se dispõe a pagar aos prestadores de serviço que embarcarem no mutirão do bisturi é maior do que as tabelas operadas pelos planos de saúde, daí a isca para atrair a rede privada na empreitada.

As instituições interessadas em firmar convênio terão de se manifestar até esta segunda-feria, dia 6. O mutirão vai se concentrar nos meses de junho a outubro. Na Diretoria Regional de Saúde de Rio Preto, com 103 municípios, são 18,2 mil cirurgias eletivas represadas. No Estado, a fila hoje é de mais de 538,1 mil solicitações cadastradas na Central de Regulação (Cross).

A estratégia com duração prevista para quatro meses contempla 54 cirurgias em especialidades, como aparelho circulatório, visão, digestiva e abdominais, osteomolecular e geniturinário, das glândulas endócrinas e em nefrologia. Sem o mutirão, o Estado avalia que levaria dois anos para atender a demanda reprimida.

NOTAS

HB na área

O Hospital de Base de Rio Preto, onde foi feita a apresentação do secretário-executivo da Saúde, já demonstrou interesse em realizar 500 cirurgias por mês, o que representa 2 mil procedimentos ao longo dos quatro meses que vai durar o mutirão. Isso além daquelas que já realiza.

Regulação

No caso dos hospitais da rede pública, a própria instituição fará a regulação das cirurgias. No caso das instituições privadas, os pacientes serão encaminhados pela DRS de Rio Preto. Segundo o secretário-executivo da Saúde, não há um limite de cirurgias para a região. Tudo vai depender da capacidade das instituições hospitalares. Do HB, ele seguiu para o Hospital de Jaci, dirigido pelo padre Nélio Belotti.

Leitos 1

O ministro do Supremo Tribunal Federal Dias Toffoli negou recurso da Prefeitura de Rio Preto e manteve em vigor lei do ex-vereador Marco Rillo (Psol) que cria o programa "Fila Única Emergencial". A regra prevê, em situações como a da pandemia da Covid-19, por exemplo, uma lista unificada de todos os leitos do município (públicos e privados), com regulação de vagas e ocupação realizadas pelo SUS.

Leitos 2

A Prefeitura acionou o Tribunal de Justiça contra a lei, afirmando que criaria despesa ao município o gerenciamento proposto. Segundo a decisão da alta corte, no entanto, a regra não cuida da estrutura ou atribuição de secretarias municipais e órgãos da administração pública, nem do regime jurídico de servidores públicos. Dessa forma, não viola as competências do chefe do Poder Executivo.

Feijão e samba

Pedro Roberto (Patriota) não oficializou apoio a ninguém ainda nas eleições deste ano, mas não nega simpatia e esforços em favor de Renato Pupo (PSDB), pré-candidato a deputado estadual, e João Paulo Rillo (Psol), que disputa a Câmara Federal. Coincidência ou não, o trio é esperado na feijoada da escola de samba Imperatriz Rio-pretense, comandada por Sérgio Parada, presidente do PV de Rio Preto, neste domingo, 5, no Clube do Lago.

Eleição 1

Se alguém tem dúvida da polarização e da pegada político-partiária em torno da disputa pela direção do Clube Monte Líbano, para o bem e para o mal, basta dizer que a Comunic, do casal Elaine Madalhano e Adriano Nunes, está na parada.

Eleição 2

A empresa, que respondeu pelas duas últimas campanhas vitoriosas de Edinho Araújo (MDB) à Prefeitura de Rio Preto, foi contratada pela chapa de Paulo Voltarelli, da situação. Na oposição está Hugues Resende. A votação, em clima de guerra, ocorre neste domingo, 5. Recomenda-se aos espíritos mais sensíveis distância do local por hoje.

CUPIDO EDINHO? Reportagem da Revista IstoÉ desta semana traz um longo material especulando eventual candidatura do ex-presidente Michel Temer (MDB) ao Palácio do Planalto, o que seria uma guinada nas peças do tabuleiro. A revista, na verdade, joga luz a uma vontade do emedebista que há muito corre nos bastidores e que ele, estrategicamente, nega. E sugere três ex-presidenciáveis como ministros de um eventual governo temerista: João Doria (PSDB), Sérgio Moro (União Brasil) e o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (União Brasil). Ou seja, as fontes jogam a ideia para ver se cola. Que Doria e Temer podem estar conversando, ninguém duvida. O ex-presidente tem um rio-pretense por trás de suas estratégias: o marqueteiro Elsinho Mouco. Mas a reportagem fez muita gente lembrar de outra figura local que pode ter as digitais nesta história: Edinho Araújo (MDB). Dois dias antes do tucano jogar a toalha, o prefeito de Rio Preto, amigão de Temer e viúva de Doria na disputa presidencial, conversou com o correligionário em São Paulo tendo apenas o filho como testemunha. Seria ele o cupido a juntar o ex-governador e o ex-presidente? (Divulgação/Prefeitura de Rio Preto)

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por