SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEGUNDA-FEIRA, 16 DE MAIO DE 2022
COLUNA DO DIÁRIO

Motta e Pinato consideram legítimo o indulto presidencial a Silveira

Deputado federal Daniel Silveira foi condenado a oito anos e nove meses de prisão, cassação e suspensão dos direitos políticos pelo STF na última quarta-feira, 20

Maria Elena Covre, Vinícius Marques e Marco Antonio dos Santos
Publicado em 22/04/2022 às 22:54Atualizado em 23/04/2022 às 07:05
Fausto Pinato (Progressistas) e Luiz Carlos Motta (PL) (Marina Ramos e Cleia Viana/Câmara dos Deputados)

Fausto Pinato (Progressistas) e Luiz Carlos Motta (PL) (Marina Ramos e Cleia Viana/Câmara dos Deputados)

Seção exclusiva para assinantes. Assine para ter acesso ilimitado.

Já sou cadastrado.

Quero ter acesso ilimitado.

COLUNA DO DIÁRIO

Motta e Pinato consideram legítimo o indulto presidencial a Silveira

Deputado federal Daniel Silveira foi condenado a oito anos e nove meses de prisão, cassação e suspensão dos direitos políticos pelo STF na última quarta-feira, 20

Maria Elena Covre, Vinícius Marques e Marco Antonio dos Santos
Publicado em 22/04/2022 às 22:54Atualizado em 23/04/2022 às 07:05

Fausto Pinato (Progressistas) e Luiz Carlos Motta (PL) (Marina Ramos e Cleia Viana/Câmara dos Deputados)

Integrantes de partidos do Centrão, que dá sustentação ao presidente Jair Bolsonaro no Congresso Nacional e apoio à sua reeleição, os deputados federais da região de Rio Preto Luiz Carlos Motta (PL) e Fausto Pinato (PP) consideram legítimo o indulto presidencial (ou graça) concedido a Daniel Silveira (PTB-RJ).

Deputado federal, Silveira foi condenado a oito anos e nove meses de prisão, cassação e suspensão dos direitos políticos pelo STF na última quarta-feira, 20. Foi uma resposta a ataques do parlamentar que, além de incitar atos de violência contra integrantes do Supremo, também pregou intervenção no tribunal em atos antidemocráticos. A reação de Bolsonaro, com o indulto, voltou a colocar o País num debate incendiário sobre risco de ruptura institucional.

Motta não só defende o indulto, como considera indevida a cassação de um parlamentar pelo STF. “O deputado entende que deve ser respeitada a separação entre os poderes, garantida pela Constituição, e que, portanto, deveria caber à Câmara dos Deputados a responsabilidade sobre o julgamento dos atos dos representantes da Casa. Neste sentido, a decisão do presidente da República foi correta, na medida em que restabelece esse equilíbrio entre os poderes”, afirma em nota.

Pinato diz que não opinaria sobre a decisão do STF por desconhecer o processo contra Silveira. Sobre o indulto, ele afirma que, em tese, o presidente tem a prerrogativa. “Agora, o que será debatido na Justiça é se houve crime contra um dos poderes constituídos.” Procurado, o deputado federal Geninho Zuliani (União Brasil) não deu retorno até o fechamento da Coluna.

NOTAS

Corrida 1

Ainda sobre as filas nas portas dos cartórios eleitorais de Rio Preto, que retomaram o atendimento 100% presencial na semana passada, a boa notícia é que a campanha da Justiça Eleitoral incentivando adolescentes de 16 e 17 anos, também com voto facultativo, a tirar o título vem se mostrando eficaz. Segundo dados passados à Coluna, a média de atendimento diário na cidade gira em torno de 200 pessoas e os jovens interessados no primeiro voto correspondem à metade deste volume.

Corrida 2

Além da Justiça Eleitoral, artistas de esquerda deflagraram uma campanha voluntária nas redes sociais, em especial no Twitter, para estimular o voto dos adolescentes, despertando imediata reação de movimentos de direita, que também partiram atrás dos jovens, em especial os evangélicos. O prazo final para regularização ou emissão de novos títulos é 4 de maio.

Dispara 1

O prefeito Edinho Araújo (MDB) já começou a colocar na praça licitações para obras custeadas com o empréstimo de R$ 100 milhões, autorizado pelo governo federal junto à Caixa. É o primeiro montante de um total de R$ 300 milhões que o município pretende financiar.

Dispara 2

A Prefeitura abriu concorrências para obras de drenagem, pavimentação e calçadas em bairros da região do Bosque Municipal, com gasto previsto de R$ 8,1 milhões. Outro certame foi disparado para reparos na região norte, de R$ 3,9 milhões.

Lado a lado

O vice-prefeito de Rio Preto, Orlando Bolçone (União Brasil), e o ex-prefeito Valdomiro Lopes (PSB) voltaram a ficar lado a lado nesta sexta-feira, 22. Mas não na arena política, em que foram correligionários e jogaram no mesmo time durante quase uma década. Agora em trincheiras opostas, os dois se viram separados apenas por um corredor na missa em que dom Orani Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro, celebrou na cidade seus 25 anos de bispado. Foram diplomáticos, mas sem mostrar os dentes um ao outro.

Confirmou

Como a Coluna antecipou, Thiago Milhim, que é de Nova Granada, foi confirmado pelo governador Rodrigo Garcia (PSDB) como titular da Secretaria de Esportes do Estado de São Paulo. Ele respondia pela pasta equivalente na Capital, governada pelo emedebista Ricardo Nunes. Deixou o posto justamente para integrar o primeiro escalão de Rodrigo. Milhim é homem de absoluta confiança da deputada federal e cacique nacional do Podemos, Renata Abreu. Podemos ganhou o cargo ao apoiar Rodrigo à reeleição. 

Ficou sério

Marcinho Novais, o “ex-baladeiro”, foi orientado por um procurador jurídico do diretório estadual do União Brasil a apagar de um imóvel que alugou, a título de escritório regional, a logomarca e o número do partido, sob pena de possíveis consequências legais. Ele também deve apagar postagem nas redes sociais com foto do local.

É FAKE Uma onda de notícias falsas que circulam pelas redes sociais e em grupos de WhatsApp vem provocando transtornos nos cartórios eleitorais de Rio Preto, com filas atípicas para o período. Um cordão de gente, composto por muitos idosos, chamou a atenção na última quarta-feira, 20, na avenida Faria Lima (foto), onde ficam os serviços. Isso porque se alastrou a fake de que eleitores acima de 70 anos, cujo voto é facultativo, terão a aposentadoria cancelada se não comparecerem às urnas em outubro ou regularizarem a situação. “Essas fake news provocam um problema emocional nas pessoas que chegam muito preocupadas com uma situação que simplesmente não existe. Títulos não serão cancelados só por ter mais de 70 anos e a biometria não é obrigatória”, afirmou Regis Pistori, chefe do cartório da 268ª Zona Eleitoral de Rio Preto. Fica aqui a dica de um site de confiança que desmascara as fakes: justicaeleitoral.jus.br/fato-ou-boato/ (Johnny Torres 20/4/2022)

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por