SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 14 DE AGOSTO DE 2022
COLUNA DO DIÁRIO

Hospital de Base de Rio Preto suspende homenagens a políticos

HB congela 'mimo-gratidão' até 30 de outubro, mas mantém portas abertas a candidatos

Maria Elena Covre com Vinícius Marques
Publicado em 20/07/2022 às 23:16Atualizado em 21/07/2022 às 12:38
 (Divulgação)

(Divulgação)

Para evitar desconfortos ou escorregadas em relação à legislação eleitoral, o Hospital de Base de Rio Preto decidiu, entre outras medidas, congelar até 30 de outubro, segundo turno das eleições, a entrega do título “Parceiros do Bem”, o mimo-gratidão criado para levantar a bola dos políticos que levam ou ajudam a levar recursos para a instituição.

Criada há quatro anos, a homenagem, entregue a expressões da política nacional de todo espectro político-partidário, também já rendeu boas polêmicas, com direito a protesto de alunos da Faculdade de Medicina de Rio Preto (Famerp) quando o HB decidiu homenagear o presidente Jair Bolsonaro.

Apesar de uma postura mais comedida nos afagos aos egos dos políticos, a diretoria do complexo Funfarme/HB continuará mantendo as portas abertas à romaria de autoridades, incluindo as que estão em campanha por votos.

A ideia é, a exemplo da postura adotada em 2018, ignorar a polarização e se manter receptiva a representantes de todas as cores partidárias. “Nas últimas eleições, recebemos Bolsonaro e Boulos, por exemplo. O HB não se pauta por ideologia”, afirma representante da diretoria da instituição.

Espera-se, com a postura ecumênica, manter as portas abertas nos corredores do poder a partir do ano que vem, independentemente dos resultados que saírem das urnas.

NOTAS

Padilha vai

Seguindo a cartilha, a diretoria do HB, que recebeu na quarta, 20, o deputado estadual Itamar Borges (MDB), recepciona nesta quinta-feira, 21, com um café da manhã, o deputado federal Alexandre Padilha (PT). O médico e ex-ministro da Saúde é um dos principais nomes do entorno do ex-presidente Lula (PT) e quem tem a missão de conectar o presidenciável ao segmento empresarial.

Kim também

Outro que visita a instituição, no sábado, 23, e também com direito a café da manhã, é o deputado federal Kim Kataguiri (União Brasil). No entanto, depois de dois adiamentos, o líder do MBL terá de esperar um pouco mais para levar seu título de “Parceiro do Bem”, que está na gaveta.

Frias adiou

A congestionada agenda política do HB neste mês previa ainda uma recepção, no dia 28, ao ex-secretário da Cultura Mário Frias, que vai disputar cadeira a deputado federal. Frias adiou a atividade, que incluía café da manhã com a diretoria e almoço no refeitório dos funcionários, depois de sofrer um infarto. Ele prometeu que remarcará a visita assim que estiver com a saúde plenamente reabilitada.

Adesivaço 1

O grupo bolsonarista Mais Rio Preto, liderado pelo empresário Denilson Marzocchi, decidiu medir forças com os dois eventos articulados por Edinho Araújo (MDB) na semana passada (lançamento de um movimento e um adesivaço) em favor do governador e candidato à reeleição Rodrigo Garcia (PSDB).

Adesivaço 2

O grupo de Marzocchi bancou a confecção de adesivos para carros em apoio ao presidente e pré-candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL), e a Tarcísio de Freitas (Republicanos), que disputa o Palácio dos Bandeirantes. E está chamando simpatizantes para a distribuição do material no próximo sábado, 23. A atividade será no Centro Regional de Eventos. “Ou nas proximidades, se a prefeitura fechar o local”, diz o organizador.

Na borracha

Fala polêmica do vereador tucano Bruno Moura na sessão da última terça, 19, repercutiu nos grupos de WhatsApp, rachando opiniões, claro. Ao comentar as queixas de comerciantes da região central sobre os moradores de rua, ele disse que, ao passar pelo viaduto Jordão Reis na semana passada, só encontrou “usuários de drogas”. E concluiu: “Tem de descer a borracha, memo (sic). Eu defendo morador de rua, fiz projeto aqui. Agora, usuários de droga têm que tomar um cacete”, disse o tucano na tribuna.

Xodó

Bolsonarista, o empresário Eloy Gonçalves vem sendo “acarinhado” pelos rodriguistas de Rio Preto, que sonham em levá-lo para a trincheira à reeleição do governador tucano. A ideia é afastá-lo do grupo de Tarcísio de Freitas (Republicanos) na região. Diante da dificuldade de dar uma resposta imediata, Eloy decidiu que, antes de tomar uma decisão definitiva, “embora ache os dois belíssimos nomes para São Paulo”, pretende ver as propostas deles para o agronegócio. “O agro é meu xodó. Quem tiver o melhor programa, eu apoio.”

SÓ NOS BASTIDORES

O deputado federal Eleuses Paiva (PSD) anunciou no início da noite desta quarta-feira, 20, que desistiu de disputar a reeleição. Em nota, o ex-vice-prefeito de Rio Preto afirmou que a decisão se deve à opção dele de se dedicar integralmente à campanha de Tarcísio de Freitas (Republicanos) ao governo de São Paulo. Eleuses é o coordenador do programa de governo de Tarcísio na área da saúde e também integra o grupo que pensa as estratégias de campanha do ex-ministro. Ele afirmou que a decisão foi tomada em comum acordo com Afif Domingos, um dos homens-chave da candidatura do republicano, e também com Gilberto Kassab, cacique do PSD. “Entendemos que a realização de ideais por meio da boa política se faça com gestos de renúncia pessoal em favor das melhores escolhas”, disse Eleuses (na foto com Tarcísio).

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por