SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SEGUNDA-FEIRA, 16 DE MAIO DE 2022
COLUNA DO DIÁRIO

Eduardo Bolsonaro e Tarcísio de Freitas trazem o suprassumo do bolsonarismo à região na sexta

O empresário Ricardo Rebelato (PP) conseguiu trazer, para o que batizou de 1º Simpósio de Desenvolvimento da Macrorregião de Catanduva, figuras ilustres do bolsonarismo mais ferrenho, ou ideológico, como costuma-se dizer.

Maria Elena Covre e Vinícius Marques
Publicado em 04/05/2022 às 01:22Atualizado em 04/05/2022 às 09:20
Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, e o ministro da Infraestrutura Tarcisio Gomes participam do evento em São Paulo (Divulgação/Twitter/Eduardo Bolsonaro)

Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, e o ministro da Infraestrutura Tarcisio Gomes participam do evento em São Paulo (Divulgação/Twitter/Eduardo Bolsonaro)

Seção exclusiva para assinantes. Assine para ter acesso ilimitado.

Já sou cadastrado.

Quero ter acesso ilimitado.

COLUNA DO DIÁRIO

Eduardo Bolsonaro e Tarcísio de Freitas trazem o suprassumo do bolsonarismo à região na sexta

O empresário Ricardo Rebelato (PP) conseguiu trazer, para o que batizou de 1º Simpósio de Desenvolvimento da Macrorregião de Catanduva, figuras ilustres do bolsonarismo mais ferrenho, ou ideológico, como costuma-se dizer.

Maria Elena Covre e Vinícius Marques
Publicado em 04/05/2022 às 01:22Atualizado em 04/05/2022 às 09:20

Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, e o ministro da Infraestrutura Tarcisio Gomes participam do evento em São Paulo (Divulgação/Twitter/Eduardo Bolsonaro)

Depois da overdose governista de Rodrigo Garcia (PSDB), a região, mais especificamente Catanduva, promete virar nesta próxima sexta-feira, 6, a “capital conservadora” de São Paulo.

O empresário Ricardo Rebelato (PP) conseguiu trazer, para o que batizou de 1º Simpósio de Desenvolvimento da Macrorregião de Catanduva, figuras ilustres do bolsonarismo mais ferrenho, ou ideológico, como costuma-se dizer.

Basta o sobrenome para que o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL), o filho presidencial considerado o principal porta-voz das pautas polêmicas encampadas pelo pai, vira-se fator de atração de outros nomes aclamados na bolha bolsonarista.

No rastro do “zero três”, o candidato a governador do clã Bolsonaro, Tarcísio de Freitas (Republicanos), também topou participar, assim como os deputados estaduais Gil Diniz e Valéria Bolsonaro, ambos do PL. Estarão presentes ainda dois pré-candidatos à Assembleia Legislativa: o policial federal Danilo Campetti (Republicanos), de Rio Preto, e o policial civil Paulo Chuchu (PRTB), vereador no grande ABC.

Empresário dos ramos sucroalcooleiro e imobiliário, e também presidente do CTR - Clube de Tiro, Rebelato já começa a se movimentar para voltar a brigar pela Prefeitura de Catanduva em 2024. Por enquanto, ele estende o tapete aos adversários ferrenhos de Marco Vinholi dentro da casa do tucano. A adesão imediata é mais um exemplo de que os governadoráveis não estão dispensando palanques pelo Interior de São Paulo, visto como decisivo na batalha exclusiva de Rodrigo e Tarcísio pelo eleitorado de direita dentro da guerra pelo Palácio dos Bandeirantes.

NOTAS

Com Zé Neto

Depois do show dos muitos milhões, agora rebatizados como “Governo na Área”, com direito a almoço no Bom Prato e visita à Favela Marte, o governador Rodrigo Garcia (PSDB) ainda encontrou fôlego para mais um evento fora da agenda oficial, desta vez com a presença do sertanejo Zé Neto, que faz dupla com Cristiano.

No Solo

Rodrigo participou, no bairro Solo Sagrado, de homenagem que o Rancho de Luz Paulino Garcia, fundado pelos seus pais, fez para as mães das crianças atendidas pela entidade. Cerca de 300 mulheres participaram.

Forcinha

Zé Neto, um entusiasta do capitão Jair Bolsonaro desde 2018, deu uma canja real ao se deixar fotografar com Rodrigo num dos maiores e mais populares bairros da periferia de Rio Preto. Além do evento que encerrou sua estadia na cidade, outras três atividades fora da agenda oficial mobilizaram o governador: reconciliação com Antônio Cabrera, churrascada na casa do deputado federal Geninho Zuliani (União Brasil) e visita ao Batalhão da Polícia Militar de Rio Preto.

Dorinha 1

A destituição do então comandante da PM de Rio Preto, Fábio Rogério Candido, deu o que falar na sessão ordinária desta terça, 3, na Câmara. O vereador Julio Donizete (PSD), cabo da Polícia Militar aposentado, disparou críticas ao governador Rodrigo Garcia (PSDB), a quem ele, provocativamente, se referiu como “Dorinha”, estratégia dos opositores para colar no atual ocupante do Palácio dos Bandeirantes a marca do inquilino anterior, um tanto “desgastado” junto ao eleitorado.

Dorinha 2

“Nosso governador Dorinha transferiu o coronel Fábio do CPI-5 após ele declarar domingo no Diário que era a favor que as pessoas possam ter armas para que façam sua segurança”, esbravejou Julio Donizete na tribuna.

Valoroso

E o que não faltou nos últimos dias em Rio Preto foi festa para conectar políticos em campanha com nomes fortes do empresariado e do meio médico, além de bons cabos eleitorais. Uma das mais agitadas neste sentido foi o aniversário do vereador Paulo Pauléra (PP) em sua chácara em Schmitt, no sábado, 30, por onde circularam o prefeito Edinho Araújo (MDB), o deputado federal Fausto Pinato (PP) e o deputado estadual Itamar Borges (MDB), além de uma penca de lideranças regionais. É o aniversariante mostrando, a quem desfruta de seus préstimos eleitorais, que vale quanto pesa.

Mais niver

Já na segunda à noite, foi a vez de o vereador Junior (União Brasil) reunir a fauna política em torno da comemoração de seus 42 anos. Claudia de Giuli (MDB), Celso Peixão (MDB) e Karina Caroline (Republicanos) estavam afinadíssimos num papo descontraído. Itamar, que anda aceitando convite até para batizado de boneca, bateu ponto.

DE RODINHAS Com o tornozelo fraturado há quase um mês, o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn (foto), chamou a atenção por onde passou nos dois dias de agendas oficiais e extraoficiais em Rio Preto (domingo e segunda). Sem poder colocar o pé esquerdo no chão, ele se locomoveu de um lado para o outro com a ajuda de uma espécie de patinete, uma vez que sequer foi cogitada a possibilidade de uma “folga” a esta altura do campeonato. Sorte do homem que o dano físico era nas proximidades do pé, literalmente falando, porque não foram poucos os pleitos e choradeiras recebidos ao pé do ouvido. (Vinícius Marques 2/5/2022)

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por