SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SÁBADO, 20 DE AGOSTO DE 2022
COLUNA DO DIÁRIO

Coordenador da campanha de Valdomiro ganha cargo de Rodrigo Garcia

José Antonio Vilela foi nomeado diretor de Desenvolvimento Regional de Rio Preto

Maria Elena Covre com Vinícius Marques
Publicado em 02/07/2022 às 20:41Atualizado em 03/07/2022 às 15:38
Ex-prefeito Valdomiro Lopes concorre a deputado estadual (Mara Sousa 12/4/2018 )

Ex-prefeito Valdomiro Lopes concorre a deputado estadual (Mara Sousa 12/4/2018 )

Como a Coluna já havia antecipado, José Antonio Vilela assumiu o cargo de diretor de Desenvolvimento Regional de Rio Preto, posto do governo estadual de livre nomeação do governador Rodrigo Garcia (PSDB). Ainda assim, ele vai ter tempo de sobra para ajudar os aliados políticos nas eleições deste ano.

Segundo a Coluna apurou, Vilela vai responder pela coordenação geral da campanha a deputado estadual do ex-prefeito Valdomiro Lopes (PSB), de quem foi secretário municipal, entre outros cargos de confiança que ocupou nas duas gestões do pessebista.

Além disso, o polivalente Vilela já vem cumprindo agenda em bairros e eventos com o deputado federal Luiz Carlos Motta (PL), que, até onde consta, é o padrinho dele no emprego oficial.

No entanto, até os “doguinhos” de rua, entre outros pets espertos que frequentam o entorno dos prédios da Câmara de Rio Preto e da Prefeitura, sabem que Vilela é historicamente homem de confiança, tipo pau para toda obra, do vereador licenciado Fábio Marcondes (PL), atual secretário de Esportes da gestão Edinho Araújo (MDB).

Marcondes, que já foi aliado de Valdomiro no passado e sonha em disputar a cadeira de Edinho em 2024, está empenhadíssimo nas reeleições de Rodrigo Garcia e de Motta.

Por fim, Valdomiro, que de quebra ganhou uma peça estratégica para a sua campanha, garantindo uma dobradinha informal entre ele e Motta, vai dar aquela força a Rodrigo, uma vez que França dá sinais de que vai mesmo subir no palanque dos petistas, de quem o ex-prefeito tem urticária.

NOTAS

Histórico

A diretoria de Desenvolvimento Regional de Rio Preto, da estrutura do governo paulista, é historicamente um cabideiro político. Quem andou pendurado por lá anos a fio foi João Emílio Buzzo, fidelíssimo ao ex-senador Aloysio Nunes (PSDB), quando este dividia por aqui, com o ex-deputado Vaz de Lima, o poder de indicações para tais cargos.

Linha e agulha

A “dobrada informal” viabilizada por José Antonio Vilela entre Valdomiro Lopes e Luiz Carlos Motta não inviabiliza em nada, aliás, um outra costura que Marcondes anda fazendo: um trabalho em parceria, junto a outro reduto eleitoral, do deputado federal Motta com o deputado estadual Itamar Borges (MDB).

Extra

O governo federal publicou nesta sexta-feira, 1º, no Diário Oficial da União, portaria que libera recurso extra de R$ 110,6 mil para o prédio que vai abrigar a Delegacia da Polícia Federal de Rio Preto. O recurso deve ser utilizado em ajustes finais da obra, orçada em R$ 5 milhões.

Quase pronta

Com fachada envidraçada, a nova sede local da PF, que já se destaca às margens da rodovia Washington Luís, está praticamente pronta. Mas não dá mais tempo de o presidente Jair Bolsonaro participar da inauguração, em função de restrições da Lei Eleitoral a atividades do gênero em vigor desde sábado, 2.

Ultimato

A diretoria do Sindicato dos Motoristas de Rio Preto deu prazo de 7 dias para que as empresas de transporte coletivo Circular Santa Luzia e Expresso Itamarati respondam a pedido de reajuste salarial de 12,47% para a categoria. Os sindicalistas dizem que pode ocorrer paralisação dos serviços se o pedido não for aceito.

Pô, companheiro 1

No árduo trabalho para ganhar o título de legítimo representante da terra das capivaras, político muda toda a família de cidade, gasta com assessoria especializada para o processo de transição, se desdobra para cumprir agendas de todo tipo (dos salões da elite ao terrão da favela), come pastel no Mercadão e cola no vice-prefeito Orlando Bolçone (União Brasil), entre outras performances.

Pô, companheiro 2

Mas aí vem o governador Rodrigo Garcia (PSDB), de cuja costela política ele se fez deputado federal, e pisa na bola. Foi justamente o que aconteceu na quinta, 30, quando o tucano, ao falar durante a inauguração da UPA João Paulo 2º, em Rio Preto, cumprimentou o aliado Geninho Zuliani (União Brasil), citando-o como representante de Olímpia. Para piorar, Rodrigo referiu-se a Motta, adversário direto de Geninho, como o deputado federal de Rio Preto.

HELENA E AS MULHERES

Coronel Helena

Coronel Helena (foto) é o eixo político-eleitoral em torno do qual se deu neste sábado, 2, o encontro de mulheres do diretório municipal do Republicanos, partido aliado ao presidente Jair Bolsonaro (PL) e que tem Tarcísio de Freitas na briga pelo governo de São Paulo. Ao deixar as urnas com forte protagonismo nas eleições municipais de 2020, ela se tornou nome “natural” e foco das atenções na disputa a deputada estadual deste ano. Mas as regras internas do Republicanos e o fato de o partido ter se tornado um dos queridinhos do bolsonarismo com a chegada de Tarcísio acabaram estreitando os limites de atuação de Helena. Dentro da Universal, por exemplo, franquia que faz parte do mesmo grupo do Republicanos, o candidato ungido pelos pastores, ou seja, o único que pode pedir votos aos fiéis, é o deputado estadual Sebastião dos Santos, de Barretos. Tem ainda a filiação do agente licenciado da Polícia Federal Danilo Campetti à legenda, criando na cidade uma concorrência direta com o eleitorado bolsonarista. Por fim, a oficial da PM na reserva viu seu colega, o ex-comandante da PM na região, o coronel Fábio Rogério Candido, surgir como candidato à Assembleia Legislativa também, com trabalho intenso junto aos policiais militares. Com as mulheres, Helena tem lugar de fala e, também, a missão de ajudar a melhorar o fraco desempenho dos majoritários que ela apoia junto a este eleitorado.

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por