SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 14 DE AGOSTO DE 2022
COLUNA DO DIÁRIO

Após defender 'débito sexual' das mulheres e atacar feminismo, procurador de Rio Preto é investigado

As "teses" do procurador federal foram defendidas em mensagens disparadas em uma rede interna do órgão, com centenas de procuradores de todo o País

Maria Elena Covre com Vinícius Marques
Publicado em 27/07/2022 às 01:07Atualizado em 27/07/2022 às 10:33
Fachada do Ministério Público Federal: órgão investiga promotor de Rio Preto (Divulgação)

Fachada do Ministério Público Federal: órgão investiga promotor de Rio Preto (Divulgação)

O procurador da República Anderson Vagner Gois dos Santos, que atua em Rio Preto, virou alvo de investigação de uma comissão formada pelo Ministério Público Federal (MPF) após críticas polêmicas ao feminismo e a “mulheres que não cumprem o débito conjugal”.

As “teses” do procurador federal foram defendidas em mensagens disparadas em uma rede interna do órgão, com centenas de procuradores de todo o País.

Na mensagem, o procurador associa o feminismo a um transtorno mental. “A feminista normalmente é uma menina que teve problemas com os pais no processo de criação e carrega muita mágoa no coração”, diz um trecho do texto intitulado “Feministos e Feministas”.

Ainda segundo a mensagem, “na maioria das vezes, a sua busca por empoderamento é na verdade uma tentativa de suprir profundos recalques e dissabores com o sexo masculino gerado pelas suas próprias escolhas de parceiros conjugais”.

Outra pérola defendida pelo procurador federal de Rio Preto: “A esposa que não cumpre o débito conjugal deve ter uma boa explicação sob pena de dissolução da união e perda de todos os benefícios patrimoniais”.

A apuração foi oficializada na última sexta-feira, 22, e tem 30 dias de prazo para concluir o relatório final, após duas denúncias chegarem à corregedoria do MPF. O caso ganhou repercussão na imprensa nacional após ser revelado pelo jornal O Globo dois dias antes. A Coluna tentou falar com o procurador, mas a informação, em Rio Preto, foi de que ele estava em São Paulo.

NOTAS

Tem pressa 1

A vinda do secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, a Rio Preto na manhã desta terça, 26, para cobrar de prefeitos, secretários municipais e representantes de hospitais agilidade nas cirurgias eletivas vai muito além do zelo com quem agoniza na fila à espera de algum procedimento. A pressa é política.

Tem pressa 2

O governo do Estado está pagando dobrado o valor da tabela SUS para hospitais públicos e privados ajudarem a escoar a demanda. Ainda assim, os pacientes, que devem ser enviados pelos municípios ao órgão regulador, não estão chegando. E com a campanha prestes a começar, Rodrigo Garcia (PSDB) quer garrafa cheia para mostrar. Especialmente na área da saúde.

Aquela força

Em meio a mais de um centena de presentes à reunião com Gorinchteyn, entre os quais os prefeitos Edinho Araújo (Rio Preto), Dilmo Resende (José Bonifácio) e Márcio Miguel (Monte Aprazível), Jorge Fares, diretor-executivo da Funfarme/Hospital de Base, reiterou em alto e bom som sua torcida pela reeleição do governador tucano “para dar continuidade nos projetos de saúde”. Ou seja, o ecumenismo político da instituição vai até a página dois…

É de Rio Preto

Manoel Messias, professor de história aposentado e militante do movimento negro de Rio Preto, é o vice na chapa do candidato ao governo de São Paulo pelo PCB, Gabriel Colombo, que é de Piracicaba. A dupla “caipira” foi oficializada na convenção do partido no último sábado, 23. O candidato ao Senado será Tito Bellini.

Difícil 1

As ONGs Gerando Falcões e Valquírias World estão com dificuldades para conseguir alugar imóveis residenciais para acomodar as 246 famílias da Favela Marte, na Vila Itália. Mesmo dispostas a arcarem com aluguel de até R$ 1,5 mil. A retirada dos moradores do local é necessária para o início das obras de infra-estrutura. O primeiro barraco foi derrubado no último dia 30 de junho. A expectativa era de que todas as famílias já estivessem realocadas, mas até esta terça, 26, apenas 97 remoções tinham ocorrido.

Difícil 2

De acordo com as entidades, são vários contratempos. Um deles é a grande oferta de apartamentos no mercado, nos quais a adaptação das famílias é mais difícil. Em outras situações, as casas encontradas (cerca de 40) têm problemas como energia cortada devido a dívidas anteriores. Há alguns dias, o juiz Evandro Pelarin chegou a procurar a CPFL com intuito de uma solução, na tentativa de ajudar a agilizar o processo.

No forno

Diante da ansiedade geral, a Prefeitura de Olímpia diz que publica até o final deste ano o edital de concessão para que a iniciativa privada assuma a implantação de um aeroporto com operações nacionais e internacionais no município. O projeto já tem a outorga do governo federal. A previsão é de investimentos iniciais na ordem de R$ 120 milhões, com a construção de uma pista com 2.250 metros de extensão por 45 metros de largura.

HOSPITALIZADO

O ex-deputado federal e médico Sinval Malheiros (foto), de Catanduva, está internado no Hospital do Coração em São Paulo. Segundo a Coluna apurou, ele apresentou uma arritmia cardíaca muito forte e também água no pulmão. Primeiro suplente do Podemos na Câmara Federal, Sinval, que se colocou novamente na briga pelo cargo, desta vez pelo Patriota, vem de uma série de problemas de saúde em sequência. Com 71 anos, o médico testou duas vezes positivo para Covid-19, teve H1N1 e dengue, além de se submeter, em fevereiro deste ano, a um procedimento no coração.

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por