SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 14 DE AGOSTO DE 2022
COLUNA DO DIÁRIO

Apoiadores do médico Renato Silva, que leva o HB no nome, se empolgam com saída de Eleuses

Sem o ex-vice-prefeito de Rio Preto, também médico e com relações no HB, o cirurgião passa a ser o único integrante da tribo do jaleco na cidade como opção a deputado federal

Maria Elena Covre e Vinícius Marques
Publicado em 23/07/2022 às 19:08Atualizado em 24/07/2022 às 12:11
O médico Renato Silva, oficializado como candidato a deputado federal pelo Patriota (Divulgação)

O médico Renato Silva, oficializado como candidato a deputado federal pelo Patriota (Divulgação)

Ainda que não seja “o candidato” do complexo Funfarme/Famerp, o médico Renato Silva, oficializado neste sábado na disputa por uma cadeira na Câmara Federal pelo Patriota, carrega o Hospital de Base como sobrenome há 26 anos.

Além de chefe da Unidade de Transplante de Fígado do HB, ele é professor livre-docente da Faculdade de Medicina de Rio Preto. Daí, a inevitável referência à instituição que os apoiadores de sua candidatura veem como ativo eleitoral.

Nesta semana, o entorno do médico começou a pensar também em como explorar outras duas circunstâncias consideradas vantajosas diante de uma novidade no cenário local. Uma é a saída de cena de Eleuses Paiva (PSD), que desistiu de concorrer, ou seja, um adversário a menos para todos os demais. A outra é que, sem o ex-vice-prefeito de Rio Preto, também médico e com relações no HB, o cirurgião passa a ser o único integrante da tribo do jaleco na cidade como opção a deputado federal.

Renato não é estreante nas urnas. Ele se lançou a deputado federal em 2006, quando obteve 27 mil votos. Não foi naquela época, como agora, abraçado pelas direções da Funfarme e da Famerp, que decidiram se manter abertas a todos os políticos em campanha de olho nos préstimos das futuras bancadas. Mas é o nome com maior DNA do complexo a concorrer ao cargo desde o médico, ex-deputado federal e ex-prefeito de Rio Preto Liberato Caboclo.

Notas

Será?

Ainda sobre Eleuses Paiva, são fortes as especulações de bastidores de que a “devoção” a Tarcísio traz no bojo um sonho antigo do médico: um cargo relevante junto ao governo estadual, quiçá a Secretaria de Saúde. A falta de reconhecimento ao empenho em 2018 em favor da dupla Doria/Rodrigo, aliás, o teria empurrado para a oposição com tamanho “sangue no olho” desta vez.

Barulho

Em Rio Preto, os integrantes do Republicanos, partido de Tarcísio, não aderiram à distribuição de adesivos promovida neste sábado por bolsonaristas, mas estão a todo vapor para levar representantes de toda a região para a convenção nacional do partido em Brasília, no dia 30. O barulho pretendido é tal que o pessoal do deputado federal Marcos Pereira, cacique nacional da legenda, programa até motociata puxada pelo presidente.

Só elogios

Com agenda em Rio Preto neste sábado, 23, o deputado federal Kim Kataguiri (União Brasil) e líder do MBL (Movimento Brasil Livre) derramou elogios ao HB, destinatário de quase a totalidade de suas emendas para a cidade, algo em torno de R$ 2,5 milhões. “Não conheço no Brasil nenhuma outra instituição com o trabalho que se faz no Hospital de Base por meio do SUS”, exaltou.

Previsão

O líder do MBL, movimento que ganhou visibilidade nos atos pelo impeachment de Dilma Rousseff (PT) e que o projetou politicamente, se diz convencido da volta dos petistas ao poder máximo no País nas eleições deste ano. “Vai ser apertado, por pouco, mas vai dar Lula”. Ainda assim ele, que apoiou Bolsonaro no segundo turno em 2018, e hoje é opositor na Câmara Federal, diz que ficará neutro na guerra presidencial.

Ironia

Os “deuses do teatro” pisaram na bola com Pedro Ganga. O secretário da Cultura de Rio Preto testou positivo para a Covid-19 nesta sexta, 22, bem no início da programação do FIT. Vacinado, Ganga apresenta sintomas leves, mas o recolhimento compulsório o impedirá de ver o festival agitar a cidade depois de dois anos de palcos vazios devido à pandemia.

Nos tribunais 1

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) descartou propaganda eleitoral irregular nos outdoors fixados em Rio Preto e região com imagens do governador Rodrigo Garcia (PSDB), do deputado estadual Itamar Borges (MDB) e do prefeito Edinho Araújo (MDB). O questionamento na Justiça partiu do Republicanos, partido de Tarcísio de Freitas.

Nos tribunais 2

Em decisão liminar, o relator José Antonio Manfre determinou na época a imediata retirada do material. No entanto, na decisão quanto ao mérito, nesta sexta, 22, o TRE descartou a denúncia. Liminar neste mesmo sentido já tinha sido dada em recurso de Rodrigo Garcia junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Motoca

A proposta do vereador Robson Ricci (Republicanos) de proibir motocicleta com aquele barulho irritante provocado por escapamentos alterados virou lei mesmo após veto do Executivo. Mas o prefeito Edinho Araújo já foi ao Tribunal de Justiça de São Paulo na tentativa de derrubá-la. O argumento é de que a iniciativa “falha de maneira flagrante, usurpando a competência da União ao tratar de questões que entreveem regras de conduta no trânsito”.

Olha ele

Com “figurões” da política e do empresariado de Rio Preto ganhando protagonismo nos palanques de Rodrigo Garcia (PSDB) e Tarcísio de Freitas (Republicanos), pipocam a movimentação pública por aqui em torno das disputas aos governos estadual e federal. No final da semana passada, o prefeito Edinho Araújo (MDB) liderou a tropa pró-tucano em um adesivaço no Centro Regional de Eventos. Neste sábado, 23, foi a vez de os apoiadores das candidaturas do bolsonarismo, que contou com a presença do deputado federal Eleuses Paiva (PSD), ocupar o mesmo espaço. Depois de desistir de tentar a reeleição para abraçar a campanha de Tarcísio, o ex-vice de Edinho deu mostras de que “não poupará” esforços na sua empreitada. O coordenador da atividade pró-Tarcísio e Bolsonaro, o empresário Denilson Marzocchi, promete outras mobilizações.

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por