SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 16 DE JANEIRO DE 2022
ECONOMIZE

Veja pesquisa e compare os preços de 101 produtos em 10 supermercados de Rio Preto

Alimentação pesa mais de 20% no orçamento dos brasileiros

Da redação
Publicado em 14/01/2022 às 01:23Atualizado em 14/01/2022 às 08:46
Roseli Horácio faz pesquisa de preços e compra só o necessário (Júlia de Britto 12/1/2022)

Roseli Horácio faz pesquisa de preços e compra só o necessário (Júlia de Britto 12/1/2022)

Seção exclusiva para assinantes. Assine para ter acesso ilimitado.

Já sou cadastrado.

Quero ter acesso ilimitado.

ECONOMIZE

Veja pesquisa e compare os preços de 101 produtos em 10 supermercados de Rio Preto

Alimentação pesa mais de 20% no orçamento dos brasileiros

Da redação
Publicado em 14/01/2022 às 01:23Atualizado em 14/01/2022 às 08:46

Roseli Horácio faz pesquisa de preços e compra só o necessário (Júlia de Britto 12/1/2022)

Os gastos com a alimentação vem, cada vez mais, pesando no orçamento mensal dos brasileiros, que sofrem com as constantes elevações de preços nas prateleiras dos supermercados. Esse movimento é acompanhado pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) que identificou elevação de 7,94% no grupo de alimentação e bebidas durante o ano de 2021,

Com esse aumento, a alimentação passou a ser o segundo maior grupo do índice no quesito peso mensal, ocupando 20,69% do orçamento dos consumidores. Isso significa que, se uma pessoa recebe o salário-mínimo nacional, atualmente em R$ 1.212,00, ela gasta cerca de R$ 250 por mês em alimentação.

De acordo com o economista Bruno Sbrogio, são múltiplos os motivos do encarecimento dos alimentos no ano passado. “Temos desde pressões inflacionárias internas, pressão de custos até a problemas de produção, como a seca do ano passado, que gerou uma oferta menor de produtos. Todos esses fatores impactaram”, explica.

Sbrogio afirma ainda que em razão da alta inflação no Brasil, a produção de alimentos, já afetada em decorrência das alterações climáticas, teve boa parte da safra vendida para o mercado internacional. “Temos um dólar que favorece a exportação, em detrimento do mercado interno e custos de produção altos. Além disso, tivemos o aumento da demanda global, onde os países que também passaram por desastres climáticos e que tiveram suas produções agrícolas impactadas, passaram a comprar a produção do Brasil, por causa dessa vantagem da cotação da moeda”, finaliza.

O que diz o consumidor

Com os alimentos mais caros, para reduzir os gastos, a consumidora de Rio Preto, Roseli Horácio, faz pesquisa de preços e opta por fazer as compras maiores em mercados atacadistas, onde consegue comprar produtos com preços reduzidos. "Eu tenho em mente mais ou menos o valor que eu gasto no mês, pensando no que eu geralmente consumo. Então, eu pego só o necessário. Igual agora, que eu vim buscar uma bolacha; de que adianta eu pegar também um pão, sendo que eu não vou consumir? É gasto desnecessário”, diz.

 Pesquisa

Na pesquisa publicada nesta sexta-feira, 13, o Diário cotou os preços de 101 produtos em 10 supermercados

de Rio Preto. A variação total foi de R$ 247, 77. (Colaborou Júlia de Britto)

Clique aqui para ver tabela de preços de cesta básica

Clique aqui para ver tabela de preços de produtos de supermercados e atacarejos

Dicas para juntar dinheiro para viajar

Janeiro é o mês ideal para começar a planejar a viagem das férias de fim de ano. Para isso, um bom planejamento e organização financeira são fundamentais para não causar dívidas extras e fazer com que a viagem, que seria para relaxar, se torne um pesadelo. Por isso, a Transportal separou dicas para organizar uma viagem tranquila:

 Planeje seus gastos: Primeiro de tudo, saiba o quanto você gastar na viagem. Das passagens, passando pela hospedagem até aquele cafezinho da tarde. Tenha tudo programado. Quanto mais exato e detalhado for o seu levantamento, melhor.

Compare preços: hotéis, restaurantes, lanchonetes e meios de transporte são gastos básicos e obrigatórios. Então analise todas as possibilidades. Adianta pagar mais barato neste hotel se fica mais longe dos locais que quero visitar? O restaurante mais próximo do hotel oferece apenas almoço ou janta também? Tenha tudo na ponta do lápis.

Monte um roteiro: geralmente em uma viagem, você já sabe quais os lugares irá visitar, então programa-se. O que vai visitar? Você vai gastar dinheiro quando estiver nos locais que deseja ir? Planeje TUDO!

Conheça seus gastos: Sabendo quanto gastará, faça uma autoanálise financeira e estabeleça o quanto você pode economizar por mês para chegar até o valor necessário da viagem. Faça as contas de quanto você gasta com despesas fixas, como luz, água e internet e com as despesas variáveis, como alimentação e farmácia.

Controle financeiro: Tendo total noção dos seus gastos, analise sua situação: Sobra muito dinheiro ao fim do mês? Se estiver mais folgado, separe uma quantia e comece a guardar. Porém, se não sobra muito, verifique quais são as despesas que podem ser eliminadas.

Tenha sempre uma reserva: somados todos os gastos, adicione mais uma quantia extra a sua conta para imprevistos. Isso, porque, ter um dinheiro de emergência pode garantir tranquilidade.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por