SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUARTA-FEIRA, 06 DE JULHO DE 2022
ECONOMIZE

Aumenta a variação de preços entre supermercados de Rio Preto

Diferença de preços chega à marca dos 43%; confira pesquisa e gaste menos nas compras

Da Redação
Publicado em 24/06/2022 às 01:12Atualizado em 24/06/2022 às 08:53
Maria Helena Martins vai ao supermercado mais próximo de casa para economizar combustível (Lucas Amancio 23/6/2022)

Maria Helena Martins vai ao supermercado mais próximo de casa para economizar combustível (Lucas Amancio 23/6/2022)

Seção exclusiva para assinantes. Assine para ter acesso ilimitado.

Já sou cadastrado.

Quero ter acesso ilimitado.

ECONOMIZE

Aumenta a variação de preços entre supermercados de Rio Preto

Diferença de preços chega à marca dos 43%; confira pesquisa e gaste menos nas compras

Da Redação
Publicado em 24/06/2022 às 01:12Atualizado em 24/06/2022 às 08:53

Maria Helena Martins vai ao supermercado mais próximo de casa para economizar combustível (Lucas Amancio 23/6/2022)

A variação de preço entre os supermercados de Rio Preto voltou a crescer e atingiu o maior pico do ano, de 43,11%. O índice, que compara os maiores e menores preços dos produtos avaliados, indica uma melhoria para o consumidor, que pode encontrar melhores ofertas na hora de ir às compras.

Na pesquisa dessa semana, o Diário cotou o preço de 102 produtos em nove supermercados de Rio Preto. Com a variação alta, o consumidor pode economizar até R$ 335,48 na hora das compras.

O produto com maior variação de preço foi o limão-taiti, com 246%. No menor preço é possível encontrar o quilo da fruta por R$ 0,95, enquanto que no maior ele sai por R$ 3,29, diferença de R$ 2,34.

O alho também apresentou forte variação nesta semana e chegou a 235%. Enquanto no maior preço o quilo do produto sai por R$ 39,90, no menor é possível encontrá-lo por apenas R$ 11,90, diferença de R$ 28.

Segundo o economista Ary Ramos, o aumento da variação está atribuído às negociações entre os supermercados e os fornecedores. “Há uma pressão muito forte para que os fornecedores diminuam os preços”. Esse movimento é mais comum em grandes redes de supermercado. “É uma forma de atrair os consumidores para as unidades de cada rede”.

Entretanto, alguns produtos continuam com baixa variação entre os supermercados pesquisados, como a cerveja Brahma, de 350ml, que apresentou apenas 7% de diferença de preço. No menor preço a lata sai por R$ 2,79 e no maior por R$ 2,99.

Apesar da alta competitividade entre os supermercados, alguns consumidores não veem vantagem em ir a mais de uma rede na hora das compras. É o caso da dona de casa Maria Helena Martins, que costuma ir ao mercado mais próximo de casa. “Não gosto de rodar muito pela cidade porque o combustível está caro, então não compensa”.

Clique aqui para ver tabela de preços de cesta básica
Clique aqui para ver tabela de preços de produtos de supermercados e atacarejos

Entenda o básico para investir

O ato de investir tem ficado mais presente no cotidiano do brasileiro. O problema é que, em meio a tantas informações e incertezas econômicas, é difícil saber no que investir e quando investir. Para o consultor financeiro Flavio Neves, quando o assunto são investimentos, “não existe certo ou errado, o melhor ou o pior”. Tudo depende do perfil, limite de riscos e objetivos de cada investidor.

Segundo o consultor, investir em ações pode ser muito interessante para uma pessoa que está sem dívidas, que já possui sua reserva de emergência e não precisará do dinheiro no curto prazo.

Mas, para quem pretende usar o dinheiro em pouco tempo, seja para pagar uma conta ou fazer uma viagem, não é recomendado investir em ações. “Nesses casos, o certo é realizar uma aplicação conservadora, sem riscos e que consiga retirar na data prevista para o uso”, afirma. Por isso, é importante primeiro entender os objetivos para o uso daquele dinheiro e, depois, escolher o investimento mais adequado para tal.

Se você procura uma rentabilidade com menor risco, as opções mais recomendadas são as aplicações de renda fixa, como tesouro direto, CDB, LCI e poupança. Para quem busca um retorno mais elevado, as ações são mais interessantes. “No curto prazo existe uma imprevisibilidade maior quanto ao retorno esperado. Em contrapartida, a imprevisibilidade é menor em longo prazo, acima de cinco anos pelo menos” afirma o consultor.

Para quem busca uma renda mensal, os Fundos Imobiliários são uma opção interessante, já que eles pagam uma espécie de ‘aluguel’. Eles são investimentos em imóveis, só que com uma diversificação muito maior e uma quantia inicial muito pequena, por volta de R$ 100. “Isso tudo sem a burocracia do investimento em imóvel físico, como lidar com inquilino, reformas, cartório e etc.”.

O especialista reforça que é importante construir uma carteira de investimento com visão de longo prazo, com foco em construção de patrimônio e geração de renda passiva. “Lembrando que, se necessário, é sempre indicado
buscar ajuda de um profissional”.

Enriquecer é correr atrás do prejuízo

A indicação dessa semana é o canal “Primo Pobre”, do youtuber Eduardo Feldberg. Através de vídeos descontraídos, o comunicador dá dicas de educação financeira, principalmente voltadas a mudanças de hábitos que tornam o enriquecimento uma meta menos complicada.

Segundo Feldberg, o canal é voltado para quem “nunca aprendeu sobre educação financeira e agora precisa correr atrás do prejuízo”. Assim, ele fala sobre investimentos, juros e dicas de economia.

Com vídeos publicados quase que diariamente, o canal conta com mais de 893 mil inscritos no YouTube. Para quem prefere o Instagram, pode acompanhar as dicas através da página de mesmo nome.

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por