SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | SÁBADO, 22 DE JANEIRO DE 2022
COLUNA DO DIÁRIO

Enquanto Brasília discute burlar o teto de gastos, Edinho defende medida e bajula Temer

De modo polido e direto, o prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo (MDB), defendeu o respeito à regra que limita as despesas da União

Vinícius Marques, Francela Pinheiro e Gabriel Vital
Publicado em 26/11/2021 às 23:35Atualizado em 27/11/2021 às 07:54
Prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo, em evento em Olímpia com a presença do ex-presidente Michel Temer (Divulgação/Prefeitura de Rio Preto)

Prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo, em evento em Olímpia com a presença do ex-presidente Michel Temer (Divulgação/Prefeitura de Rio Preto)

Seção exclusiva para assinantes. Assine para ter acesso ilimitado.

Já sou cadastrado.

Quero ter acesso ilimitado.

COLUNA DO DIÁRIO

Enquanto Brasília discute burlar o teto de gastos, Edinho defende medida e bajula Temer

De modo polido e direto, o prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo (MDB), defendeu o respeito à regra que limita as despesas da União

Vinícius Marques, Francela Pinheiro e Gabriel Vital
Publicado em 26/11/2021 às 23:35Atualizado em 27/11/2021 às 07:54

Prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo, em evento em Olímpia com a presença do ex-presidente Michel Temer (Divulgação/Prefeitura de Rio Preto)

A PEC dos Precatórios, que permite ao governo federal adiar o pagamento de dívidas judiciais e abre brecha para elevar o teto de gastos, está em discussão em Brasília. Nesta sexta-feira, 26, de modo polido e direto, o prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo (MDB), defendeu o respeito à regra que limita as despesas da União.

As afirmações de Edinho foram feitas durante o Conexidades, evento realizado em Olímpia com a presença do ex-presidente Michel Temer, também do MDB. O prefeito participou da mesa redonda sobre “harmonia entre poderes”. Edinho teceu longos elogios ao colega de partido e lembrou que, quando assumiu o Executivo rio-pretense pela primeira vez, em 2001, foi quando entrou em vigor a Lei de Responsabilidade Fiscal para pôr fim à gastança nos municípios.

Depois Edinho saltou para o tempo atual. “Temos agora o teto de gastos para botar ordem nas contas públicas”, disse, ao lembrar que a norma foi criada em 2016, na gestão do ex-presidente. “(Temer) Sempre defendeu a harmonia entre os poderes”, disse Edinho.

Temer voltou ao cenário político depois que entrou em campo e convenceu o presidente Jair Bolsonaro a recuar de ataques feitos a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) nos acalorados atos de 7 de Setembro. Entre seus aliados, o ex-presidente tem sido chamado de “o pacificador”.

NOTAS

Difícil

Pelo humor dos vereadores rio-pretenses será mais fácil uma capivara voar sobre a Represa do que a Câmara aprovar a proposta de João Paulo Rillo (Psol) que revoga a honraria concedida pela Casa ao governador João Doria (PSDB). Uma das justificativas de Rillo é a política do governador, em especial, com a proposta de privatizar rodovias estaduais e instalar sete praças de pedágio na região. O vereador precisa de 11 votos para derrubar a homenagem. Por ora, o parlamentar contabiliza meia dúzia de apoios. Falta voto, pelo visto.

Holograma 

Depois de anunciar a vinda na 4ª edição do Conexidades, evento que reuniu políticos ao longo da semana em Olímpia, o vice-governador Rodrigo Garcia ( PSDB) cancelou à viagem até a cidade nesta sexta-feira, 27. A participação do tucano ocorreu de forma remota, por meio de vídeo-conferência. A presença de autoridades em algumas situações parece virar holograma. 

Vítimas

O vereador rio-pretense Paulo Pauléra (PP) apresentou projeto nesta sexta, 26, que fixa uma data para homenagear as vítimas de Covid-19. O “Dia Municipal em Homenagem às Vítimas da Covid-19” deve ser celebrado anualmente no dia 4 de abril, segundo a proposta. Nesta data foi registrada a primeira morte pela doença em Rio Preto, em 2020. O vereador afirma que a intenção é “que se faça memória às vítimas”, além de orientação e prevenção. Se for aprovada, a norma será a segunda do tipo, uma vez que já existe uma lei que homenageia às vítimas do coronavírus na cidade, de autoria do ex-vereador Jean Dornelas.

Tente outra vez

A Justiça de Rio Preto não conseguiu localizar o ex-secretário de Obras do município Luiz Carlos de Queiroz Calças para notificá-lo sobre ação do Ministério Público relacionada a aditivo de R$ 8,2 milhões em contrato das obras dos corredores de ônibus. Além de Calças, também são citados o prefeito Edinho Araújo (MDB), o ex-prefeito Valdomiro Lopes (PSB), o também ex-secretário de Obras Sérgio Isas, além das empresas ATP Engenharia e Constroeste. O MP aponta grave “erro de projeto e execução” devido a desnível criado com as obras, o que foi corrigido pelo aditivo. O grupo nega irregularidades, mas apenas Calças não foi encontrado para se defender. Ele é servidor da Prefeitura. A Justiça determinou nova tentativa de notificação para seguir com o processo.

Foguetório

 A Prefeitura de Rio Preto prevê gasto de R$ 120,5 mil para receber 2022 com queima de fogos sem estampido na Represa Municipal. No ano passado, a queima de fogos foi cancelada pela pandemia. A comemoração foi retomada, sem shows, para evitar aglomeração. Em tempo, a empresa deve seguir a vigor a proibição de estampidos. A conferir os decibéis da festança. 

CURTAS

Na contramão - Enquanto a advogada criminalista Patrícia Vanzolini foi eleita no Estado como a primeira mulher a presidir a seccional São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Rio Preto o candidato que recebeu mais votos na subseção do município foi o atual presidente estadual, Caio Augusto Silva dos Santos, com 1.205 votos.

Agilidade - Depois do impasse por causa de falha em aplicativo para a escolha do presidenciável do PSDB, o partido afirma que irá concluir a votação neste sábado, 27. Estão no páreo o governador de São Paulo, João Doria, do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por