SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | QUINTA-FEIRA, 18 DE AGOSTO DE 2022
ARTIGO

Nutrição e artrite reumatóide

Eduardo Silva
Publicado em 10/06/2022 às 17:51Atualizado em 10/06/2022 às 18:32
Eduardo Silva (Reprodução)

Eduardo Silva (Reprodução)

Seção exclusiva para assinantes. Assine para ter acesso ilimitado.

Já sou cadastrado.

Quero ter acesso ilimitado.

ARTIGO

Nutrição e artrite reumatóide

Eduardo Silva
Publicado em 10/06/2022 às 17:51Atualizado em 10/06/2022 às 18:32

Eduardo Silva (Reprodução)

Artrite reumatoide é uma doença autoimune inflamatória crônica, sistêmica (articulações, pulmão, medula óssea e olhos), debilitante e incapacitante. São encontrados auto-anticorpos responsáveis por desencadear reações inflamatórias e degenerar os tecidos intersticiais, vasos sanguíneos, cartilagens, ossos, tendões, ligamentos, e provocar o espessamento da membrana sinovial e o acúmulo de líquido na articulação.

Os sintomas são frequentes após a quarta década e é mais comum as mulheres. O envolvimento das articulações sinoviais das mãos, dos pés e dos punhos é simétrico e bilateral. Na fase aguda, a dor costuma ser intermitente e iniciar com rigidez no período da manhã. A longo prazo, acontecem deformidades e incapacidade funcional das articulações, instabilidade da coluna vertebral, ruptura de tendões, compressão de nervos, úlceras necróticas. Alguns pacientes podem engordar devido ao sedentarismo e por uso de alimentos calóricos e corticoides.

Alguns sinais e sintomas articulares são calor, edema, vermelhidão, dor, rigidez e perda de função, além de cansaço, desgaste e deformidade nas cartilagem e ossos.

Por ser uma doença inflamatória muitos alimentos podem aumentar ou amenizar os sintomas. Alimentos que devem ser evitados o consumo: laticínios, açúcar, farinha de trigo, álcool, sal refinado, produtos industrializados/processados, enlatados, embutidos, sopas prontas, temperos, conserva, gorduras trans, frituras, com glutamato monossódico, adoçantes, corantes e emulsificantes.

Alimentos recomendados são aqueles ricos em proteínas, carboidratos complexos, gorduras saudáveis, com minerais, vitaminas, fibras, antioxidantes, anti-inflamatórios, com vitamina A, C, E, zinco (co-fatores na síntese de colágeno), como ácidos graxos ômega-3 dos peixes, algas marinhas, linhaça, chia. As principais frutas são as frutas vermelhas, abacate, manga, frutas cítricas e mamão. Prefira legumes e verduras verde escuro, azeite de oliva, oleaginosas (nozes e castanhas), leguminosas (feijão e lentilha), grãos integrais (quinoa, arroz e aveia), cebola, alho, gengibre, cúrcuma, pimenta, pimentão, chá verde, prebióticos, probióticos. Suplementos, como ômega 3, selênio, cálcio, vitamina D, glucosamina, condroitina, colágeno.

O objetivo do tratamento é controlar o processo inflamatório das articulações e impedir as complicações, eliminar e/ou minimizar a dor.

Eduardo Silva, Neurocirurgião e Coach

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por