Antologia que traz poetas de Rio Preto tem lançamento virtual

LITERATURA

Antologia que traz poetas de Rio Preto tem lançamento virtual

'Cidade Poética', antologia de poetas de Rio Preto organizada pelo jornalista e escritor Raul Marques, é lançada hoje com duas atividades no ambiente virtual


Raul Marques está 
à frente do lançamento da antologia 
'Cidade Poética'
Raul Marques está à frente do lançamento da antologia 'Cidade Poética' - Sergio Isso/Divulgação

Rio Preto é terra de poetas. E uma amostra dessa vocação literária é dada por "Cidade Poética", antologia de poetas rio-pretenses que o jornalista e escritor Raul Marques lança neste sábado, 19, respeitando os protocolos da nova normalidade. Serão duas atividades online em torno do lançamento do livro: um bate-papo com os autores na plataforma Meet às 15h e uma live com o idealizador da antologia no Instagram (@raulmarquesescritor) às 19h.

Contemplado na última edição do Prêmio Nelson Seixas, da Secretaria Municipal de Cultura, o projeto da antologia nasceu no começo da pandemia, com a proposta de integrar os autores de Rio Preto em torno da literatura, estimular a escrita de poesia e divulgando a produção poética da cidade. Foram inscritos 170 poemas, dos quais 70 foram selecionados a partir de curadoria feita por Marques e a professora professora Silva Damacena, doutora em Teoria da Literatura.

Segundo o jornalista e escritor, há uma diversidade de abordagens e estilos, envolvendo autores que já contam com obras publicadas e estreantes. "A obra joga luz na produção poética, reúne em torno do mesmo projeto os autores engajados com a poesia, valoriza a produção local e estimula a publicação de obras literárias", destaca ele.

"A oportunidade de oferecer ao público rio-pretense poemas de autores da cidade incentiva tanto as pessoas que estão começando a trilhar o caminho literário quanto aquelas que já têm uma vasta produção, mas por dificuldade de edição acabam não encontrando espaço para publicação. 'Cidade Poética' veio para sanar esta lacuna", completa Silvia.

Cada autor selecionado teve direito a ocupar uma página e a receber cinco exemplares gratuitamente, a título de participação, para divulgar seu trabalho e construir sua base de leitores. As bibliotecas públicas do município receberão 40 exemplares da antologia.

Marques destaca que os leitores terão a oportunidade de conhecer importante amostra da produção poética de Rio Preto em um mesmo volume, e sem pagar nada. "A proposta do projeto também é incentivar a leitura de poesia no município e, assim, oferecer novos conteúdos literários bem como ampliar o universo de leitura de todos os amantes das letras."

Divulgação e produção

Entre os autores e autoras que participam de "Cidade Poética" está a professora Célia Regina Vasconcelos, de 66 anos, que passou a se dedicar à escrita poética depois que se aposentou do trabalho como educadora. "Com essas contemplações me sinto motivada a publicar", comenta ela sobre a seleção de seu poema "Dialética Vital" para a antologia. "É um dos últimos poemas que escrevi, e fiquei muito feliz em ser selecionada. Senti a importância da motivação e estímulo dessa iniciativa."

Para Célia, "Cidade Poética" atende duas importantes dimensões: a de divulgar a produção poética local e a de valorizar a escrita da poesia na cidade, de modo a estimular outras pessoas.

Professor e escritor com dois livros publicados, Daniel Garcia Rodrigues viu a poesia reacender em sua escrita após um hiato de 20 anos com o convite para participar da seleção da antologia "Cidade Poética". E o poema selecionado, "Micael, se toda crítica é autobiográfica...", foi escrito especialmente para a ocasião. Nele, Daniel, cuja trajetória na literatura é marcada pela escrita narrativas ficcionais em jogos de RPG (Role Playing Game), se liberta da crítica (e da autocrítica) em torno do tom autobiográfico que pesa sobre sua obra.

"Eu escrevia muita poesia no tempo de faculdade, mas, ao longo do meu processo de formação na academia, ela foi sendo bloqueada. Quando passei a me dedicar às narrativas de RPG, nos anos 2000, decidi que era narrador, e me foquei na escrita de narrativas, com dois livros publicados. No entanto, a oportunidade de participar da antologia despertou em mim o interesse em abordar o meu próprio processo de escrita ficcional em um poema, como se ele fosse uma espécie de eco daquilo que escrevo. Eu sou Micael, e por meio dele reflito se toda obra literária é ou não realmente autobiográfica", conta.  

 

Abner Costantino da Silva - PREMONIÇÃO DO EXÍLIO

Ademar Pereira dos Reis Filho - FOME

Ana Paula da Silveira Sandin - DESNUDO

André Ricardo Nunes - MENTE SOLTEIRA, ILHA SEM TI

André Morais - NO SOFÁ

Antonio Nelson Caires - O PÔR DO SOL NOS SEUS LÁBIOS

Arthur Pazin - DESCOMPASSO ANACRÔNICO

Augusto D'Umbra - PAIESIA

Augusto Oliveira - SER PRETO

Aurora Fávero - INCERTEZA

Beatriz Gois - LUZES

Benedito Villalva - SENTIMENTOS

Bruna Oliveira - FILHA DA TERRA DE SÃO JOSÉ

Bruno Prado - COMO SE FAZ

Carolina Christina de Freitas - SONETO I

Célia Regina Cavicchia Vasconcelos - DIALÉTICA VITAL

Cido Pisani - MEU COMBATE

Cleber Junio Falquete - COMPLEXO DE BRETON

Daniel Garcia Rodrigues - MICAEL SE TODA CRÍTICA É AUTOBIOGRÁFICA...

Danilo Ferraz - PLASMACIDADE

Elísio Faria - JANELAS DO CORAÇÃO

Fabiana Abranches - DESASSOSSEGO

Gilson Eustaquio Chagas - ALVÍSSARAS

Gustavo Lepe - ESCREVENDO DAS ARDENAS

Glau Ramires - CÁRCERE E RESGATE

Isabella Garcia - BOLHAS DE FOGO

Isabela Volpi - NÃO QUERO SABER DO QUE OS OUTROS SABEM

JayrFachini - ESTRADA VELHA

João Paulo Moda Paladino - FEN[ÊTRE]

Jorge Floriano - NO VENTRE DA NOITE EMBRIAGADA

Josiê Morais - SONHO OU PESADELO?

Júlia MarsonMarquioli - BANDERA DE MANOS

Leonardo Ribeiro Ferreira - PAIXÃO SEM TRILHO

Loreni Fernandes Gutierrez - GOSTO DE TI

Lucas Bertazzi Augusto - IMORREDOURO

Lucas Molina - GEOGRAFIA LATINO-AMERICANA

Lucas Gonzale Payá - MARINHEIRO DA ALMA

Lucila Papacosta Conte - PUREZA PRESERVADA NA MAGIA DO SÚBITO

Luciana Crepaldi - DESCOBERTA

Luís Octávio Araujo - NOITE EM CLARO

Maria Eduarda Moraes Amadeu - E. F. ARARAQUARA

Mariana Reis - ATRAVESSANDO ESTAÇÕES

Márcio Antoniasi - TEMPO

Márcio Corrêa - EPITÁFIO

Marcos Rodrigues  - JARGÕES QUE COSTURAVAM O VAGAROSO TEMPO...

Marilda Ottenio - VIRGO

Marival Correa - GEOLOGIA DO TEMPO

Marion Fernanda Rodrigues Gomes - VERDE PINO

Maykel Rodrigues - RETRATOS RUEIROS

Merli Diniz - ESTRANHA CONVERSA

Milena Aurea - DIAS ASSIM

Nathália Hernandes Bergantini - MUNDO NOVO

Nayara Marques - DESEJO NÔMADE

Octávio H. - A UM ANTIPOETA

Patrícia Reis Buzzini - REINTEGRAÇÃO

Priscila Topdjian - 12 DE JUNHO

Raul Marques - RESISTÊNCIA

Rita Félix - INSISTÊNCIA

Rodrigo Azevedo - MIGUEL

Roseny Freitas Alves - REVIVER

Ruben Tedeschi Rodrigues - POR QUE PARTISTE, RELÓGIO?!

Sidnei Olivio - DO ALPENDRE EU ORDENAVA A NOITE E SUAS PEQUENAS TRAGÉDIAS

Sérgio V. Motta - DEPOENTE

Solange Volpon - DESENCONTRO EM QUATRO (QUARTO)

Ulysses Mussi - VERDADES DO CARNAVAL

Valdir Cesar - ESCALA

Valéria Catais - TEMPO CORRIDO

Vithor Mateus Dominici Tamburi - RELÓGIO D'ALMA

Walter Merlotto - ÊXODO

Wilson Daher - O IMIGRANTE DE NEVE

Yasmin Lisboa de Lima - OS PONTOS DE GALILEU