Mineiro Valdeco Jr. é novo locutor da FM Diário

NAS ONDAS DO RÁDIO

Mineiro Valdeco Jr. é novo locutor da FM Diário

Paixão pelo rádio já rendeu emoções e aventuras para o radialista mineiro


Na FM Diário, Valdéco Jr. comandará o 'Happy Hour' e 'Diário Mania'
Na FM Diário, Valdéco Jr. comandará o 'Happy Hour' e 'Diário Mania' - Johnny Torres 14/9/2020

Mineiro de Frutal e com 28 anos, Valdeco Jr. constrói desde a infância uma bela história com o rádio, digna de roteiro de uma série de televisão. E se ela fosse uma série, um capítulo novo se iniciaria nesta quarta-feira, 16, às 19h, quando Valdéco Jr. estreia no time de locutores da FM Diário (89,9 Mhz), assumindo o posto do saudoso Jura Lopes (1971-2020) no "Happy Hour" e "Diário Mania".

"É um sonho que se realiza com certeza. Ouvi e ouço muitas rádios, e sempre desejei sair de Frutal para trabalhar em uma emissora de grande cobertura. Minha namorada se mudou há pouco mais de um ano pra cá, e isso acabou ajudando a aproximar o contato com o pessoal da FM Diário, podendo constatar que o clima da equipe é bem de família mesmo. Isso só aumentou a vontade de fazer parte dela", conta o locutor. 

Mas voltando à série, ou melhor, o roteiro da vida real de Valdéco Jr., com direito a momentos de emoção e aventura. Foi num supermercado onde tudo começou. Sim, um supermercado, onde ele, aos 10 anos, trabalhava como locutor mirim, anunciando as ofertas do dia. "Frutal é pequena e eu acabei chamando a atenção dos professores nas apresentações que tinham na escola. Foi então que o dono do supermercado me chamou para ser o locutor mirim. Eu gostava, me divertia com aquilo. Por causa disso, a 102 FM [emissora de Frutal] me convidou para fazer um programa durante o mês da criança. Foi quando eu entrei num estúdio pela primeira vez. Aquilo me deixou fascinado. Naquele momento tive a convicção de que queria ser radialista."

Tomado pela paixão, Valdéco Jr. iniciou, as 11 anos, uma empreitada para conseguir entrar em uma emissora de rádio. Conseguiu em uma rádio AM, onde ganhou um programa voltado para as crianças. "Era de criança para criança mesmo [risos]. E foi uma experiência muito boa porque tive a chance de aprender muita coisa dessa parte de eletrônica, da técnica."

E a paixão dele pelo rádio é forte e genuína, pois, depois de seu programa infantil ser eliminado da programação, o locutor mirim, já com 13 anos, se arriscou montando uma rádio pirata. "Eu não queria parar, gostava demais daquilo. Acho que fiquei uns dois anos com ela, até a polícia ir me buscar na escola [risos]. Dei a maior dor de cabeça para os meus pais", conta Valdéco Jr., que, enfim, depois de tantas emoções, conseguiu entrar na 102 FM, formou-se em Jornalismo e foi feliz em Frutal até se mudar a Rio Preto.

Para ele, o rádio é o mais potente dos veículos de comunicação, e isso justamente porque consegue chegar até onde a internet ou a televisão não chegam. "Na região onde morava ocorria muito de, na zona rural, não pegar sinal de celular e a pessoa ter apenas o rádio. Os sinais do rádio chegavam. Acabavam usando o rádio para mandar recado, se comunicar. Isso que faz dele um veículo de comunicação fascinante."