Power trio rio-pretense faz da pandemia uma forma de renovação

MÚSICA

Power trio rio-pretense faz da pandemia uma forma de renovação

Com live neste sábado, 25, Psicorange inicia parceria com o paulistano Marcelo Denny na busca por aprofundar o conceito espetáculo de seus shows


Murilo Gussi, Andressa Maria e Sávio D'Agostino formam o Psicorange
Murilo Gussi, Andressa Maria e Sávio D'Agostino formam o Psicorange - Divulgação

Dois anos se passaram desde que o Psicorange, um power trio que celebra a diversidade e as liberdades individuais em performances que misturam música, moda e spoken word, fez sua estreia na cena rio-pretense abrindo o show do ATR na festa de três anos do extinto Barteliê Gastrô. Com um visual marcante e um discurso cheio de engajamento, Murilo Gussi (voz), Andressa Maria (bateria) e Sávio D'Agostino (contrabaixo) estabeleciam um jeito muito particular de fazer música, a começar pela própria formação do grupo, que foge do formato mais tradicional de banda de pop rock, em que a guitarra é a grande estrela.

Buscando alçar voos ainda mais distantes, o Psicorange iniciou 2020 com a meta de se aprofundar no conceito de espetáculo que permeia suas apresentações ao vivo. Para isso, foi atrás de um profissional das artes que pudesse atuar como uma espécie de provocador. Quem topou a empreitada foi o paulistano Marcelo Denny, diretor teatral, cenógrafo, artista visual e pesquisador responsável pela fundação de vários coletivos artísticos, entre eles o Desvio Coletivo, que apresentou, no Festival Internacional de Teatro de Rio Preto, em 2019, o espetáculo de rua "Cegos".

O projeto que estabeleceu essa parceria, intitulado "Tour.Colab", foi um dos aprovados deste ano no edital de fomento do Prêmio Nelson Seixas, da Secretaria de Cultura de Rio Preto. No entanto, o que antes da pandemia da Covid-19 havia sido pensado como encontros e apresentações presenciais acabou sendo ajustado à nova normalidade, e o Psicorange realiza, neste sábado, 25, às 19h, a live que marca a abertura desse processo criativo.

"O formato de live é o que mais se aproxima do que estávamos querendo explorar nesse projeto, que é a possibilidade de trabalhar com o vídeo e investigar os desdobramentos do uso da imagem em cena. No entanto, o distanciamento social nos impôs um processo criativo cujo resultado não sabemos qual será", comenta Gussi.

Desde que o projeto "Tour.Colab" foi aprovado no edital de fomento do município os integrantes do Psicorange mantém encontros a distância com Denny, que, com a live deste sábado, 25, terá a oportunidade de ver o power trio em cena, e, a partir daí, provocar e sugerir ideias para aprofundar o seu conceito espetacular. "O fruto desse processo criativo será compartilhado com o público em 1º de dezembro, que é uma data muito simbólica pra gente. Foi quando lançamos o nosso primeiro EP em 2018 [material que contou com a produção musical do estúdio Deep Leaks, de São Carlos]", explica.

Na live deste sábado, 25, que será realizado no canal do power trio no Youtube, o Psicorange apresenta suas canções autorais e as releituras que marcam seu repertório atual, de nomes como Ekena, Linn da Quebrada, Cazuza, entre outros, além de algumas novidades. O ambiente do show online contará com as imagens da instalação "Não Recomendado", que marcou a edição 2018 da Madre - Mostra de Artes da Diversidade e Resistência, reunindo o registro documental de cidadãos da comunidade LGBTQI+ rio-pretense.

"Nossa ideia é descobrir coisas novas e revisitar o que já trazemos em nossa identidade, na busca por outras possibilidades. E, mais do que nunca, tendo a consciência de que a câmera tornou-se o olhar do público", reforça Gussi.