SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 14 DE AGOSTO DE 2022
DIA DA ÁRVORE

Dia da Árvore é comemorado nesta segunda-feira em Rio Preto

Para transformar o tom da paisagem da cidade e gerar qualidade de vida, moradores podem contribuir com o plantio de árvores; viveiro de mudas está funcionando com agendamento

Ingrid Bicker
Publicado em 19/09/2020 às 17:55Atualizado em 06/06/2021 às 20:21
População se reúne neste sábado para plantio de 2,5 mil mudas (Divulgação)

População se reúne neste sábado para plantio de 2,5 mil mudas (Divulgação)

O Dia da Árvore, comemorado nesta segunda-feira, 21, convida a uma reflexão de todos os rio-pretenses. Próximo da chegada da primavera, na terça-feira, temos todos nós a possibilidade de contribuir com dias mais amenos e com a mudança de tonalidade na paisagem, para que tenhamos mais verde e menos cinza. Para isso, basta plantar árvores por Rio Preto. O viveiro de mudas está atendendo durante a pandemia, mas é necessário o agendamento de horário. 

Qualquer morador da cidade pode retirar duas mudas por endereço por mês no viveiro de mudas da cidade, gratuitamente. Para isso, é necessário apresentar o comprovante de residência no nome da pessoa e também documento pessoal com foto. O local está funcionando normalmente durante a pandemia, atendendo à demanda da população através de agendamento de horário pelo telefone: (17) 3225-9769, ou ainda, no e-mail viveiro@riopreto.sp.gov.br. O agendamento é realizado para seguir as normas de distanciamento social impostas pelo Ministério da Saúde para evitar o contágio do coronavírus.

De acordo com o engenheiro agrônomo Otton Garcia de Arruda, chefe de divisão do viveiro municipal, os rio-pretenses conseguem encontrar alguns tipos específicos de mudas no local. "O viveiro é especializado em mudas de arborização urbana, como resedás, ipês, grevilea anã, magnólia amarela, quaresmeira, aroeira salsa, calicarpa, aroeira pimenteira, entre outras. Nos últimos quatro anos, foram doadas mais de 60 mil mudas pelo local", afirma. 

Estudo

Um estudo realizado pela Secretaria do Meio Ambiente entre agosto de 2018 e dezembro de 2019 revela que existe, em média, 1,4 árvores por morador em Rio Preto - na época, eram 660.212 árvores para 460.671 habitantes. A região do Pinheirinho é a que tem maior número de indivíduos arbóreos, com aproximadamente 147 mil. 

Na sexta-feira, 18, foram plantadas 25 mudas em duas praças da região central da cidade. A ação, realizada pelas secretarias de Serviços Gerais e Meio Ambiente, faz parte do plano de transformação planejada para arborização do Calçadão. Na Praça Dom José Marcondes foram plantadas três mudas jovens de ipê rosa e uma muda de acácia rosa, todas com cerca de dois metros de altura. Já a Praça Ruy Barbosa recebeu sete mudas de ipê rosa, quatro acácias rosa e dez mudas da espécie triplaris.

Comemoração 

Para celebrar o Dia da Árvore, o Serviço Municipal Autônomo de Água e Esgoto (Semae) de Rio Preto realizará o plantio de 2,5 mil mudas nesta segunda-feira, 21. Além disso, grupos de plantio como o Muda que a Cidade Muda e o Corredor Ecológico também estão realizando o plantio de mudas - a maioria delas fornecidas pelo viveiro municipal.

O projeto Muda que a Cidade Muda, em parceria com a Unimed Rio Preto, iniciou o plantio de 2,5 mil mudas de árvores nativas neste sábado, dia 19, às 8h, em Rio Preto. O local escolhido foi a nascente do córrego Borá, na avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira, sentido bairro-centro, entre a avenida Abelardo Menezes e a rua Telecomunicações do Estado de São Paulo.

"Escolhemos este local pois se trata de uma área muito importante para a nossa cidade e que passou recentemente por obras. Reflorestá-la é de extrema importância para restabelecer a fauna e flora locais", afirma o conselheiro e diretor comercial e de marketing da Unimed Rio Preto, Gilmar Valdir Greque.

Segundo os organizadores, o plantio dessas mudas será fundamental para aquela região por conta das queimadas. Todas serão acompanhadas com regas e demais cuidados necessários para que se desenvolvam.

(Colaborou Ingrid Bicker)

Otton Garcia de Arruda, no viveiro de Rio Preto: 60 mil mudas doadas em quatro anos (Guilherme Baffi 18/9/2020)

 
Grupo Diário da Região.© Copyright 2022É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por