SÃO JOSÉ DO RIO PRETO | DOMINGO, 16 DE JANEIRO DE 2022
DEIC

Policiais civis de Rio Preto ganham prêmio em São Paulo

Investigadores Vinicius Uliana, Fernando Franchetti e Jorge Galavotti prenderam três suspeitos de furtar uma joalheria em Rio Preto

Marco Antonio dos Santos
Publicado em 12/01/2022 às 14:34Atualizado em 13/01/2022 às 11:37
Delegados Paulo Buchala, Mauro Truzzi, diretor do Deinter 5 João Pedro de Arruda, a delegada geral de polícia em exercício Elisabete Sato e os investigadores Vinicius Uliana, Fernando Franchetti e Jorge Galavotti (Polícia Civil/Divulgação)

Delegados Paulo Buchala, Mauro Truzzi, diretor do Deinter 5 João Pedro de Arruda, a delegada geral de polícia em exercício Elisabete Sato e os investigadores Vinicius Uliana, Fernando Franchetti e Jorge Galavotti (Polícia Civil/Divulgação)

Os policiais Vinicius Uliana, Fernando Franchetti e Jorge Galavotti, da Divisão Especializada em Investigações Criminais de Rio Preto (Deic),  ganharam o prêmio "Policial Nota 10" na manhã desta quarta-feira, 12, no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, em São Paulo. É a primeira vez que investigadores da região são escolhidos na premiação.

Os três investigadores foram indicados ao prêmio pelo delegado da Deic, Paulo Buchala Junior, pela participação na investigação que resultou na prisão, em 17 de dezembro de 2021, de três suspeitos de furtar uma joalheria de um shopping de Rio Preto. "As prisões ocorreram após forte trabalho investigativo e de inteligência dos policiais civis, os quais também identificaram um quarto suspeito. De acordo com as apurações, os criminosos estariam envolvidos em outros delitos semelhantes, ocorridos no Estado de Goiás e no Distrito Federal", diz o delegado.

Os suspeitos presos também são investigados por crimes ocorridos em São Bernardo do Campo, Jundiaí, Piracicaba e Mogi-Guaçu.

 
Copyright © - 2021 - Grupo Diário da Região.É proibida a reprodução do conteúdo em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Desenvolvido por
Distribuido por