X
X

Diário da Região

13/12/2017 - 11h09min

Foto no espelho!

Polícia prende ladrão de joias

Foto no espelho!

Divulgação/ Polícia Militar Edemar de Souza Welter tirou uma foto com algumas das joias roubadas e compartilhou em alguns grupos do WhatsApp
Edemar de Souza Welter tirou uma foto com algumas das joias roubadas e compartilhou em alguns grupos do WhatsApp

A Polícia Civil  prendeu o homem que roubou R$ 300 mil em joias de uma joalheria, esta semana, em Santa Fé do Sul. Edemar de Souza Welter, 18 anos, foi encontrado, na tarde de sexta-feira, 27, em um hotel em Fernandópolis. Ele mudou de cidade depois que as imagens das câmeras de segurança da loja, que registraram a ação do criminoso, foram divulgadas. Outras duas pessoas envolvidas no planejamento do roubo também foram presas.

De acordo com o delegado Higor Vinícius Nogueira Jorge, Welter estava há um mês em Santa Fé do Sul. De Nova Mutum, Mato Grosso, ele estava trabalhando em uma fábrica. "Foi na empresa que ele planejou o roubo junto com um colega de trabalho, que tinha informações privilegiadas sobre a funcionamento da joalheria."

O colega de trabalho de Welter, L.C.S.D., 23 anos, tinha contado com uma funcionária da loja, E.S.F., 23 anos. "Foram encontradas várias mensagens em que a funcionária falava sobre o funcionamento da loja. Imagens das câmeras de segurança que mostram os dois conversando do lado de fora da loja um dia antes do crime. Foi a mesma funcionária que abriu a porta para Welter entrar na loja no dia do crime". Os nomes dos comparsas não foram divulgados pela polícia.

Joia roubada em Santa Fé do Sul Parte das joias roubadas foi encontrada com Welter no hotel

Depois de identificados os participantes do crime, a polícia cumpriu os mandados de prisão temporária dos envolvidos expedido pela Justiça. Com Welter foi encontrado parte das joias roubadas. Além de uma foto feita pelo ladrão com algumas joias, que foi repassada para alguns grupos do WhatsApp. "Ele disse que se escondeu no hotel porque viu a cara dele estampada em toda a imprensa. Depois do roubo armado, ele não voltou para a fábrica onde trabalhava e estava esperando alguns dias para volta a Nova Mutum."

Welter e o colega de trabalho L.C.S.D. foram presos e encaminhados para a cadeia de Jales. O primeiro teria participado de um latrocínio quando menor, em Nova Mutum. Já o comparsa tem passagem pela polícia por tráfico de drogas. A funcionária da loja foi encaminhada para a cadeia de Nhandeara. 

 

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Diário da Região. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Diário da Região poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Di´rio Im&ocute;veis

Di´rio Motors

Esqueci minha senha
Informe o e-mail utilizado por você para recuperar sua senha no Diário da Região.

Já sou assinante

Para continuar lendo esta matéria,
faça seu login de acesso:

É assinante mas ainda não possui senha? Clique Aqui!
É assinante mais quer redefinir sua senha? Clique Aqui!

Assine o Diário da Região Digital

Para continuar lendo, faça uma assinatura do Diário da Região e tenha acesso completo ao conteúdo.

Assine agora

Pacote Digital por apenas R$ 16,90 por mês.
OUTROS PACOTES


ou ligue para os telefones: (17) 2139 2010 / 2139 2020

Cadastro Grátis
Diário da Região
Clique no botão ao lado e agilize seu cadastro importando seus dados básicos do facebook
Sexo
Defina seus dados de acesso